Mendel Malbec 2005

A Mendel Wines é cheia de história. Roberto de La Mota foi o precursor dessa vinícola, que em associação com uma família argentina produtora de vinhos iniciou as atividades da vinícola. Seu filho, depois de alguns anos, também não fez feio e criou a bodega Terrazas de los Andes, que posteriormente veio a fazer uma associação com a Cheval Blanc, da França.

Família boa pra fazer vinhos essa de La Mota. E prova disso é o vinho Mendel Malbec 2005, que eu provei em companhia dos amigos Alexandre Frias, Cristiano Orlandi e Emerson Donadon, todos companheiros da Confraria da Mentira.

O Mendel 2005 foi confrontado pelo Zuccardi Zeta 2004, que também é um grande vinho da Argentina. Os dois foram degustados com uma bela carne feita pelo chefe do restaurante Olavo, em Campinas (que, aliás, é um lugar que vem se destacando pela sua qualidade e está cada dia mais cheio, segundo amigos que moram na cidade).

Produzido 100% com a uva Malbec proveniente da região de Mendoza, o vinho é muito intenso e mesmo com seus 5 anos de idade, estava mostrando-se muito jovem e potente ainda. É um vinho que deve durar um bom tempo em garrafa.

Os aromas são os típicos da Malbec, como o floral (violeta) bem pronunciado, as frutas negras e o toque de chocolate (que deve vir do tempo de barrica). Em boca não tinha uma acidez muito forte, mas era muito aveludado e com um final muito prazeroso.

Combinou bem com a carne, mas acho que passou um pouco pela sua força. Aliás, não deve ser fácil combinar carne com esse vinho, porque ele não perdoa. Passa por cima mesmo. Talvez um pouco mais de condimento possa resolver. É pra se testar.

Infelizmente não pude visitar a Mendel quando estive em Mendoza, em 2010, mas na minha próxima viagem pra lá, essa bodega estará no roteiro, com certeza.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

0 Comentários

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>