Zuc di Volpe Cabernet Sauvignon 2001

Esse é para quem gosta dos vinhos italianos, principalmente aqueles que estão em seu auge, já tendendo para o declínio.

O Zuc di Volpe é produzido com 85% de Cabernet Sauvignon (uma uva que tem uma boa longevidade, por via de regra) e 15% de Cabernet Franc na região do Friuli, na Itália.

O vinho apresentou-se pronto para consumo (e não recomendo guardar nem mais um ano), com uma coloração tendendo ao granada, com um grande halo de evolução.

zuc_pasini_cabernetNo nariz predominaram os aromas terciários, com destaque para o terroso, bosque, madeira e defumado. Como eu imaginava, deixei descansando um tempo o vinho e os aromas foram se dissipando. Acredito que há alguns anos esse vinho tenha sido muito mais potente, mas agora ele já estava “cansado”.

Em boca, acidez alta e taninos muito presentes (e sinceramente eu esperava que estivessem mais macios).  Final de média persistência, mas bem marcante, com os taninos nos lembrando do vinho até o último segundo.

Sugiro cuidado ao fazer uma harmonização com esse vinho, pois molhos e temperos muito fortes podem passar por cima do vinho.

Importado pela World Wine, é um vinho que custa em torno de 150 reais. Se quiser provar algo desse produtor, sugiro safras mais novas. Essas devem valer o preço.

Abraços

Daniel Perches

You Might Also Like

2 Comentários

  1. 1

    Daniel. Será que esta acidez marcada não seria porque o vinho (cabernet Sauvignon e franc) não foram produzidos em região fria como o Friuli? Uma das únicas tintas que adora o frio é a Pinot Noir.

  2. 2

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>