Visitar a Vinícola Pizzorno é garantia de bom papo no Uruguai

Quer bom papo com um enólogo super gente boa? Vá à Pizzorno. Por lá você vai encontrar um dos enólogos mais legais, animados e divertidos que já conheci até hoje, que é o Carlos Pizzorno. Esse cara é uma grande figura, que sempre está com um sorriso no rosto (bom, sempre que eu encontro com ele pelo menos) e é daqueles que você pode passar horas conversando e quando terminar, vai estar mais leve e talvez com dores no maxilar, de tanto rir.

Sua vinícola é pequena, mas muito bem feita. Aliás, fez uma reforma recentemente e ficou muito bonita e moderna. Seus vinhos buscam refletir o terroir da região e mesmo que tenham um aspecto um pouco mais clássico, nota-se que são pensados para que todos possam beber e não somente os que apreciam um tannat pesadão, por exemplo.

Na última vez que estive lá provei alguns vinhos (veja abaixo) e fui surpreendido com a notícia que estão fazendo agora um “icewine”, ou seja, um vinho com uvas congeladas, que por enquanto só tem por lá, mas deve chegar em breve na importadora Grand Cru.

Os vinhos que eu provei foram esses:

Don Próspero Sauvignon Blanc 2015
Muito aromático e na boça fica bastante tempo um aroma bem legal. O final dele é muito interessante porque não fica enjoativo.

Pizzorno Reserva 2015
30% fermentado em barrica. Tem um leve toque lácteo mas que dá o charme ao vinho.

Don Próspero Tannat maceracion Carbônica 2015
Um vinho super leve é fácil de beber. Uma delícia para se tomar de litro em dia quente.

Don Próspero Tannat Malbec 2013
O vinho já está bem mais domado. Sem grandes surpresas, é um vinho que dá para beber sem pensar muito.

Don Próspero Tannat 2012
Sem madeira. Um vinho que é barato (pelo menos é para ser). Que é para o consumo diário..

pizzorno_Tannat_ReservaPizzorno Tannat Reserva 2011
Um vinho super complexo e com taninos super macios, bastante acidez ainda e os aromas terciários estão começando a aparecer.

Pizzorno Selected Blend 2011
Tannat, Cabernet Sauvignon, Merlot. Um vinho fantástico. super complexo e com taninos muito macios, sem arestas.

Primo 2008
O queridinho da vinícola, que já ganhou vários prêmios internacionais. Um super vinho, muito macio. Tannat, Cabernet Sauvignon, Merlot, Petit Verdot.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>