Vinícolas do Uruguai – Antigua Bodega Stagnari

Continuando o giro pelas bodegas do Uruguai que fiz neste ano por lá, passei novamente na Antigua Bodega Stagnari, que eu já havia visitado, mas que foi um enorme prazer saber que voltaria. Virginia Stagnari, a responsável hoje pela produção é uma pessoa super simpática e atenciosa, por isso sabia que por lá teria “amigos uruguaios” para conversar.

Desta vez fiz um giro pela bodega acompanhado de sua filha Mariana, que é a sexta geração da família e que visivelmente tem uma grande paixão não só pelos vinhos mas por toda a história que a sua bodega representa para o país.

A Antigua Bodega Stagnari tem 38 hectares de vinhedos, sendo que 60% é destinado ao tannat. Cultivam por lá outras variedades como o Merlot, mas também plantam algumas bem interessantes, como a Sangiovese.

Seus vinhos têm um estilo bastante direto, daqueles que a gente coloca a taça no nariz e já consegue rapidamente identificar os aromas. Segundo Mariana, por lá eles “gostam de brincar com os diferentes graus de tosta da barrica”. Na prática, isso significa ao final ter vinhos que saem com diferentes aromas e sabores.

Seus vinhos brancos são deliciosos, frescos, fáceis de beber e daqueles que a gente quer pegar a garrafa, sentar no terraço da vinícola e ficar lá só relaxando. Os tintos têm personalidade e me agradou principalmente o Osiris Merlot pela sua intensidade sem enjoar.

Veja abaixo alguns dos vinhos provados e prepare sua visita à família Stagnari. Certamente vão receber você de braços abertos.

Prima Donna Sauvignon Blanc 2015
Muito aroma, excelente acidez, final bem marcado. Um vinho muito fresco e bem equilibrado.

Del Pedregal Chardonnay 2014
Leve e bem fácil de beber. Por não ser muito intenso, pode combinar com diversas comidas e eu iria com um bom frango ensopado.

Del Pedregal Tannat 2013
Vinho bem redondo até com um toque de dulçor na boca e o final não é muito seco. Passa 6 meses por barrica.

Prima Donna Tannat 2011
Vinho bem feito, com bons taninos mas sem ser muito enjoativo ou difícil de beber. Dá para acompanhar tranquilamente aquela boa e velha picanha, até com direito a um pedaço (pequeno) de gordura.

osirisOsiris Merlot 2007
Nome porque é o Deus egípcio que introduziu a agricultura da uva.
Vinho ainda jovem, super intenso. Na boca fica muito tempo. Final delicioso.

Osiris Tannat 2007
Vinho que parece mais novo do que é. Pouca evolução. Vinho muito equilibrado, com bastante corpo e estrutura.

Se quiser visitar a Antigua Bodega Stagnari você precisa fazer uma reserva pelo site. Há diferentes tipos de visitas, com degustação de vinhos e acompanhamentos.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>