[Vinícolas da Argentina] Jean Bousquet

Conheci os vinhos da Jean Bousquet faz pouco tempo. Conheci e gostei. E no final de 2011 estive novamente em Mendoza e pude visitar a vinícola e conhecer um pouco mais sobre a filosofia deles, principalmente no que diz respeito à agricultura orgânica.

Para os mais desavisados, vinho orgânico é todo vinho que não usa nenhum tipo de agrotóxico na sua produção. Bom, não? Pois é, eles são bem naturais e o melhor é que o produto final, o nosso tão querido vinho, é muito bom.

Os vinhos da Jean Bousquet me agradam e acho que uma das características interessantes deles é a sua regularidade. Eu confio nos vinhos, então sei que posso comprar desde o mais barato até o top, que todos vão ser bons. O que vai mudar é a sua complexidade, estrutura, etc.

A Jean Bousquet é reconhecida pelos seus vinhos tintos, mas faz também bons vinhos brancos e agora está fazendo espumantes. Provei recentemente o espumante já pronto, mas quando fui à vinícola eu pude provar o que ainda estava no tanque, sendo preparado. Foi uma experiência muito legal poder conhecer o líquido que um dia vai ser um espumante engarrafado. Se você tiver essa oportunidade, faça, pois é bem legal ver as diferenças.

E como eu disse que provei alguns vinhos, aí vão dicas dos que eu recomendo.

Chardonnay 2011
Linha jovem, passa muito pouco por barrica que nem dá pra falar que passou.
Banana, fruta, muito fresco na boca. Ideal para dias quentes.

Chardonnay Reserva 2010
Barrica por 6 meses. Leve manteiga, herbáceo, toque verde, fruta, banana, abacaxi, boa acidez. Bom final.

Chardonnay Grande Reserve 2010
1 ano barrica, marcante, um excelente vinho. Toque de coco e baunilha, e amêndoas.

Rosé Malbec / Cabernet 2011
Leve e delicado, na boca é bem presente, com toque de morango. Descompromissado, mas com um bom toque de seriedade.

Pinot Noir Reserva 2010
Cor cereja, madeira por 6 meses. Mais forte na boca do que no nariz. Leve verde. Final marcante, Tanino bem presente.

Malbec Premium 2011
É o que a gente pode chamar de “Malbec para todos”, pois é fácil de beber e de entender.

Malbec Reserva 2010
Mais fruta negra, chocolate, Madeira bem marcada. Não é difícil de entender, mas é mais complexo. Taninos ainda jovens.

Cabernet Sauvignon Reserva 2010
Não tem toques verdes, com aromas e taninos doces. Tem um toque final doce, de cereja muito agradável.

Malbec Grande Reserve Malbec 2009
Pra mim, foi o melhor. Excelente vinho, muito balanceado, toques doces, mas não muito pesado. Chocolate, doce. Tem bastante álcool, mas não se sente.  Final longo e ainda jovem.

Malbec Dulce Natural 2009
Um vinho fortificado muito interessante, pois tem nariz elegante, sem muita fruta ou álcool aparecendo. Final bem correto e longo.

O pessoal da Jean Bousquet recebe os turistas sem precisar nem de agendamento. Se estiver por perto, vale a pena visitar, conhecer as instalações que estão sendo ampliadas, sentar-se à beira do lago com trutas, brincar com o cachorro deles (enorme, que parece um lobo, mas é muito manso e brincalhão) e claro, provar alguns vinhos.

Os vinhos da Jean Bousquet são importados pela Abflug no Brasil.

Um abraço
Daniel Perches

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>