Vinho branco com 8 anos de idade? O Viña Muriel dá conta do recado!

Algumas “máximas” do vinho podem e devem ser quebradas. Uma delas é que os vinhos brancos devem ser consumidos jovens e que não devemos deixar passar mais de 2 anos. É verdade para a grande maioria dos vinhos brancos, mas há alguns (poucos) no mundo que ganham complexidade com o tempo, tornando-o ainda mais interessante.

É o caso do Viña Muriel Blanco Reserva 2011, que eu bebi nesta semana (ou seja, em Março de 2019) e estava fantástico. É um vinho espanhol feito na Rioja, com a uva Viura.

Ele é fermentado em barricas de carvalho novas, o que poderia trazer alguma “dureza” para o vinho, mas nesse ponto, depois de 8 anos de vida, ele tem o oposto disso. É um vinho encorpado, denso e complexo no nariz (com notas de frutas em calda, mel e ainda um pouco de frutas cítricas), mas que tem uma suavidade impressionante na boca.

Certamente dá para beber esse vinho sem acompanhamento, apreciando ele com calma, mas se tiver alguma comida junto, ele vai se dar muito bem. Provei com um polvo à galega que foi bem, mas não como eu esperava. Acho que com um peixe gordo como um salmão ou até um atum, ele pode ser melhor.

Esse é vendido no Brasil pela Winebrands.

 

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>