Verão combina com os Vinhos Verdes

Em meio a uma quantidade quase infinita de vinhos que temos aqui no Brasil à nossa disposição, escolher aquele que mais combina com cada situação não é tarefa fácil. Mas alguns encontros são fáceis de se pensar que darão certo, como por exemplo um dia quente com um bom vinho verde.

Vinho Verde é uma região demarcada lá de Portugal, que fica no norte do país. tem paisagens exuberantes, clima gostoso e um povo alegre e feliz. E por lá se faz bons vinhos, principalmente brancos. A maioria deles tem uma acidez tão gostosa que te faz querer beber mais e mais (cuidado, hein?).

Um bom vinho verde branco vai muito bem com mariscos, com saladas, com queijos não curados. Vai bem também gelado, dentro de uma piscina (e nesse momento caiu uma lágrima minha aqui por não poder estar em uma agora).

Recentemente eu provei alguns que me fizeram viajar de novo para aquela região que eu visitei alguns anos atrás. Provei em um almoço com um belo peixe ao forno e só não comi mais porque senão minha nutricionista me mataria, mas dava para ficar naquela mesa por horas.

Se você também gosta de se refrescar no calor com um bom vinho, faça esse teste. E o melhor de tudo é que (salvo algumas exceções), eles não custam muito caro. Dá pra beber bem sem gastar muito.

Veja abaixo algumas indicações:

covela-avessoCovela Avesso 2014
A Quinta da Covela é uma propriedade que faz belos vinhos e vale a pena ficar de olho no que vem para o Brasil (ou provar por lá, se você for para Portugal). Esse é feito com a uva Avesso e tem um toque cítrico leve, bem harmonioso. Foi o que mais me agradou com o peixe assado, por ter acidez mas também ter uma veia gastronômica bem forte.

 

Ponte de Lima Loureiro 2014
Um leve toque floral fez a diferença neste vinho, que pode ser bebido facilmente só como entrada em uma festa ou naquela piscina que tanto desejamos.

Tapada dos Monges Branco 2014
Esse é feito com as uvas típicas da região – Loureiro, Arinto e Trajadura. Tem uma boa estrutura e acidez na medida para a região (ou seja, bem alta). Fiquei com vontade de provar esse vinho com um queijo de cabra.

Se quiser ver mais sobre os Vinhos Verdes no Brasil, siga a página deles no Facebook e boa degustação.

Um abraço

Daniel Perches

 

You Might Also Like

Um comentário

  1. 1

    Concordo em gênero, número e grau!
    Só que eu ainda sinto um certo preconceito na “nuvem internética” em relação ao Vinho Verde, com muita gente considerando-o um branco de estirpe inferior…

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>