Vamos beber mais Torrontés

Quando estive na Argentina no final de 2010, ouvi de vários produtores que o vinho feito com a uva Torrontés “está na moda”.

Eu não sei se posso concordar totalmente com eles, pois vejo muito pouca gente bebendo vinho feito com Torrontés. A maioria bebe mesmo é o vinho tinto. Quando resolve partir para um vinho branco, vai para um Chardonnay ou um Sauvignon Blanc. Vejo pouquíssima gente variando.

Se eu estiver enganado, por favor me corrijam. Pode ser que eu não esteja prestando atenção direito.

Independente de estar na moda ou não, o vinho feito com torrontés é no mínimo interessante. Eu gosto de conhecer vinhos feitos com essa uva porque eles têm uma característica que me chama muito a atenção, que é ter aromas muito mais fortes do que ele é realmente na boca.

É assim: você pega um torrontés e sente o aroma dele e vai ver que tem muitos florais, frutas brancas em abundância. Parece que você meteu o nariz num buquê de flores, com umas frutas bem ao lado (deu pra imaginar a cena?).

Mas quando você bebe, ele é bem mais levinho do que imaginava, considerando todos aqueles aromas.

Bem, isso é uma característica dessa uva e não quer dizer, de forma alguma, que o vinho não é bom. Aliás, acho que é bom por conta disso.

A tal região produtora famosa dessa uva que os argentinos falam fica em Salta. É de lá que saem os “grandes” Torrontés.

Mas não se engane. Em geral (pra não dizer sempre), esses vinhos devem ser consumidos jovens. Prefira sempre a safra mais jovem e não compre para guardar. É um vinho que você pode beber tranquilamente acompanhando frutos do mar sem muito tempero, uma salada leve ou simplesmente para receber os amigos ou então até mesmo num final de tarde quente, só pra relaxar.

Abra-se para o Torrontés. Vale a pena provar essa uva diferente. E depois me diga se não se viu na cena do buquê.

Aqui você vê os vinhos Torrontés que eu já provei.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>