Valmarino X Cabernet Franc 2005

Sabe aquelas descobertas fantásticas que a gente faz no mundo dos vinhos e num rompante de egoísmo tem vontade de não contar pra ninguém? Foi assim que eu me senti quando conheci a Valmarino, no distrito de Pinto Bandeira, lá no Sul, na Rota dos Vinhedos.

Mas respirei fundo e pensei melhor. Não é justo que eu não comente sobre esse vinho e queira ficar com toda a produção só pra mim. Até porque, como já sei que eles produziram bastante dessa safra, não vai ter muito problema. E eu também já tenho meu contato lá, então minhas garrafinhas estão garantidas.

O vinho é espetacular! Acho que de toda a viagem feito ao Sul, de todos os vinhos degustados, esse foi um dos melhores, senão o melhor. Mas antes de falar dele, quero contar sobre a vinícola.

Eles ficam em Pinto Bandeira, distrito pequenino fora da rota principal dos vinhedos. Tem uma plaquinha na estrada e dá pra perder a entrada facilmente. A Valmarino é a última vinícola. O lugar é pequeno e eles nos recebem num galpão improvisado.

Os vinhos são servidos numa mesinha simpática e no dia que fui com a minha esposa tive o privilégio de conversar com a simpática Lindiane (sim, é assim que se escreve e ela acha que os pais erraram na hora de registrar), que é novinha, mas já sabe tudo sobre vinhos.

A Valmarino foi criada por irmãos Salton e não é muito conhecida, mas em 2005 fez um Cabernet Franc que é muito bom. Eu provei o 2005 e o 2006 lá. A diferença é brutal.

Mas vamos ao vinho, antes que a conversa fique longa. Tem uma coloração rubi escura, intransponível e com um halo de evolução médio. Dá pra guardar mais um ou dois anos, com certeza.

cfx_gNo nariz, logo ao abrir a garrafa ele trouxe aromas de frutas negras bem maduras e um pouco de madeira. Conjunto muito bem harmônico. Depois de algum tempo em taça, o vinho evoluiu muito, trazendo aromas balsâmicos muito fortes, dando um toque especial ao vinho.

Em boca, tem uma estrutura muito boa e taninos muito suaves. Seu retrogosto é relativamente longo e muito macio. Um vinhaço!

Acompanha bem uma carne vermelha forte ou até um risoto, mas eu sugiro que se você comprar uma garrafa, que beba um pouco antes, sem comer nada. Vale a pena.

E pra terminar, vale contar a conversa com a Lindiane, que ao saber que éramos de São Paulo Capital, nos perguntou se as coisas que assiste na TV, como aqueles engarrafamentos enormes e a violência diária são realmente verdade aqui na cidade. Com uma certa tristeza e melancolia, tivemos que contar a ela que sim, é verdade.

Felizes são eles, que vivem nos vinhedos, longe dessa loucura e perto dos vinhos…

Um abraço

 

Daniel Perches

You Might Also Like

23 Comentários

  1. 1

    Daneil,

    Que bom saber que esteve em nossa região da Rota do Vinho, realmente ali temos bastantes descobertas valiosas. Como sou um iniciante no mundo dos Vinhos, este final de semana estive em Farropilha na Vinícola Perini para um Curso Básico de Degustação. Depois deste minha percepção do que é vinho vai mudar.

    Mas pulando minhas experiências pessoais quero recomendar uma visita na Perini, no vale Terentino, um novo selo de procedência que está começando a ser desenvolvido, voltei de lá, fora com uma nova visão, mais algumas Garrafas exclusivas que só encontramos no Varejo de lá; destacando o Licor de Graspa chamado Pretinha, uma fórmula secreta do próprio Benildo Perini (Dono de Fundador da vinícola) que permanece apenas com ele, nem a esposa ou filhos sabem esta herança de família.

    Abraço e bem vindo a Minha terra queria e amada, o Rio Grande do Sul.
    Camillo

  2. 2
  3. 3
  4. 4
  5. 5

    Olá Daniel,

    Obrigado pelo comentário lá no nosso blog.

    Compramos também uma garrafa deste Cabernet Franc. Estamos na expectativa quanto ao vinho… gostamos bastante dos vinhos desta cepa.

    Degustaremos em breve… mas seus comentários nos deixou mais curiosos ainda.

    Abs.,

    Claudio e Rafaela.

  6. 6
  7. 7

    Daniel, assino embaixo.

    Minha esposa e eu fomos à Valmarino duas vezes. Em outubro de 2008 a Lindiane tinha saído. Quem nos atendeu foi a mãe dela, que estava lavando roupas e veio toda tímida nos atender. Em julho de 2009 lá estava a jovem moça e eu não resisti em perguntar se “os pais dela sabiam que ela trabalhava lá”, afinal ela não parece ter mais de 18 anos.

    Dessa última vez descobri o Cab. Franc que vc comentou e o Tannat 2005, um vinho não filtrado e de ótima relação preço x qualidade. Tenho em casa também o Reserva da Família 2004 e o Merlot 2005. Todos com qualidade surpreendente. Á exceção do Tannat, estão todos guardados para postagens futuras.

    Parabéns pela nova versão do blog.

    Saúde e um grande 2010 pra você e família!

    VPT

  8. 8

    Que bom que também acharam o lugar interessante. Já estou programando a minha próxima viagem pra lá e quero ir novamente à Valmarino, mas com mais tempo.
    Um abraço
    Daniel

  9. 9

    Daniel,

    Acho que a avaliação deste vinho no Blog inflacionou o preço !

    R$ 45,00, na vinhosevinhos.com

    Sds

  10. 10

    Oi Paulo, o vinho realmente é muito bom. Estive na Valmarino nesse domingo e conversei inclusive com o Marco (o enólogo responsável). Provei novamente e continua muito bom.
    Mas acho que o preço é esse mesmo e é o que é praticamente até na vinícola. As outras safras custam são mais baratas (mas obviamente, não tão boas). Eu sugeriria comprar uma 2005 e uma 2006 para comparar.
    Abs
    Daniel

  11. 11

    Pois é Daniel,

    Como são as coisas no mundo dos vinhos. Também estive na Valmarino, só que em 2008. Vi o vinho, e nem dei muita atenção, pois achar um Cabernet Franc bom na Serra Gaúcha, é difícil. Na sua maioria são sofríveis.
    Vou seguir tua dica.
    Da Vinícola, o Tannat é razoável, e o Espumante Brut Rosé, também.

    Sds

  12. 12

    Paulo, eles estão lançando mais produtos, inclusive espumantes. Se estiver por perto, vale uma visita. Os proprietários e os funcionários são muito atenciosos.
    Outra opção é visitá-los na Expovinis, mas não deixe de provar o Franc 2005.
    Abs
    Daniel

  13. 13

    A Valmarino desenvolve um trabalho minucioso com seus vinhedos e por isto obtem boas uvas conseguindo produzir qualidade em bons e excelentes produtos, diferente ma imensa maioria das vinícolas nacionais, principalmente as grandes, que se valem de um imenso marketing e propaganda maciça para iludir o iniciante no meio.
    É muito pouco provavel falarem das 8/9 aplicações de agrotóxicos e corretivos laboratoriais como acido glicérico, etc, etc..
    Além dos vinhos provem também o espumante Brut Champenoise da Valmarino e sejam felizes!
    Saudações a todos!

  14. 14
  15. 15

    Olá Daniel Perche,sou um apaixonado por vinhos, e por uma bôa cachaça, claro sempre moderadamente, com intuito de degustar e saborear uma bôa bebida,é a primeira vez que entre em contacto com,sou leigo no assunto,gostaria de receber mais dicas,de pessoas como voçe que é um grande conhecedor do assunto, como deu prá perceber no seus comentários, aqui em nosso estado já temos bons vinhos Chilenos, Francêses, Argentinos, Italianos, Portugueses, Nacionais etc…, Como posso adquirir algumas garrafas do “vALMIRINO x CARBENET FRANC 2005”, /abraços e até a proxima.

  16. 16
  17. 17

    Olha eu chegando com “delay” no post, nas últimas semanas este rótulo foi inserido em uma degustação às cegas, de Cabernet Franc, na ABS-SP foi muito bem avaliado todos os demais rótulos eram na faixa de R$ 120 (salvo engano).

    O interessante é que ele preserva uma característica comum nos bons vinhos desta cepa o aroma violáceo.

    Um brinde

    Denys Roman

  18. 18

    Denys, mais uma vez eu me lamento por não ter conseguido ir nessa degustação. Aliás, lamentação dupla: perdi os vinhos e não nos encontramos.
    Nos vemos na ExpoVinhoff e na ExpoVinis?
    Abs
    Daniel

  19. 19

    Sou de Porto Alegre mas viajo bastante para a serra, a Valmarino, junto com a Angheben (que fica no vale dos vinhedos), são as minhas vinícolas preferidas…o cabernet franc 2005 é especial, sempre tenho em casa, mas o reserva da família 2005 que ainda não foi lançado (consegui degustar) é um ótimo vinho, consegui comprar uma garrafa (sem rótulo)…experimentei também o novo espumante rosé que agora é sangiovese+pinot noir (o que está a venda ainda é cabernet sauvignon+pinot noir), muito boa, coloração mais alaranjada!!! fica a dica…depois de insistir bastante trouxe uma p/ casa também.

  20. 20

    Olá,
    Fiz a rota dos vinhos em Bento Gonçalves no final de 2009. Os vinhos da Valmarino são fantásticos, muito bons, o local . Foram as minhas aquisições favoritas. Outra opção muito boa é o Vila Lobos da Casa Valduga.

  21. 21

    Marta, particularmente não fiquei muito impressionado com o Villa Lobos não. Mas pode ser que eu tenha provado ele ainda muito jovem. Talvez quando ele amadurecer mais, fique melhor.
    Abraços
    Daniel

  22. 22

    Obaa Mais um vinho para a coleção, deve ser ótimo mesmo apesar de não ter ouvido falar, estou curioso para degustar.

    Abraço a todos.

    Obrigado.

  23. 23

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>