Talinay Salala Vineyard Pinot Noir 2009

Provei bastante coisa do Chile durante esse ano. E faz sentido, já que o Chile é o país que representa a maior parcela de importação aqui no Brasil. Temos muitos rótulos chilenos no mercado, e rótulos muito bons por sinal.

Mas como o universo do vinho é praticamente infinito, tem ainda MUITA coisa que eu não conheço, e sinceramente espero que nunca acabe, senão acaba a graça.

E a Tabalí é uma vinícola que eu conheço de nome, já provei um vinho branco deles (veja aqui o Tabalí Sauvignon Blanc 2009), mas ainda não tinha tido oportunidade de conhecer um pouco mais da história. Por sorte, antes de fechar o ano estive em uma apresentação lá na Grand Cru, a importadora dos vinhos no Brasil. Estiveram aqui o Diretor da Vinícola, o Felipe Müller e o Diretor Comercial, o Raul Beckdorf. Pessoas simpáticas, que vieram num daqueles dias que praticamente cai o mundo de tanta chuva. Achei interessante eles comentarem que o que choveu em 10 minutos não é o que chove em um ano por lá. Legal pensar nisso pra ver as condições que as vinhas têm (e gostam) para se desenvolver.

Nesse dia eu provei vários vinhos da vinícola e gostei bastante de alguns, mas o Talinay Salala Vineyard Pinot Noir 2009 foi o que mais me chamou a atenção.

As uvas vem do vinhedo Salala, em Limarí, que está a 12 km do mar e é considerado o vinhedo mais frio do Chile e é o único do país que está plantado sobre um “aterro” do mar. Há muito tempo o lugar era mar, então se cavarem por lá, encontram conchas, peixes e outras “coisas marinhas” petreficadas.
O resultado é um vinho que é até intenso na cor, mas que ainda lembra um pouco a cor dos Borgonhas. Tem aromas de fruta vermelha muito intensos, toques calcários e leve álcool (que não incomoda). Na boca é bem equilibrado e o toque calcário volta a aparecer.
Esse ganhou como melhor Pinot Noir do Guia Descorchados 2011 e tenho que dizer que é um dos melhores Pinot Noir chilenos que eu já provei.

Custa 130 reais.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

4 Comentários

  1. 1

    Daniel, nessa mesma degustacao havia o Talinay Chardonnay, voce o provou ? O que achou dele em relacao aos outros Chardonnays de Casablanca ou Leyda ?

    Cordialmente

    Eduardo Rezek

  2. 2
  3. 3

    Daniel, fiquei sabendo do lancamento na Grand Cru, porem nao degustei o, em relacao a Tabali, provei o Chardonnay Reserva do Limari, Excelente vinho branco, alias a vinicola Tabali, teve seu enologo premiado em varios eventos de 2011. Caminha para ser a Melhor vinicola Chilena em poucos anos, segundo meus amigos chilenos.
    Meu amigo Aldo, da Grand Cru, o Talinay Chardonnay ‘e superior ao Chardonnay do Limari. Bom, so resta prova lo.
    Abs.
    Eduardo Rezek

  4. 4

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>