Stefano Gandolini e seus grandes vinhos

Tive a oportunidade de provar novamente os vinhos feitos pelo mestre Stefano Gandolini. Para que não o conhece, esse enólogo tem dois projetos no Chile e um na Argentina. Os do Chile são os que eu quero falar hoje.

O primeiro é o Ventolera, uma vinícola que fica no Vale de Leyda, a só 12km do mar. É possível inclusive enxergar o mar estando no alto da propriedade. Por lá corre um vento forte e constante – e daí o nome – que tem grande influência nos vinhos.

Na Ventolera, Stefano faz alguns vinhos muito interessantes, como o Litoral Sauvignon Blanc e um da mesma uva que leva o nome da vinícola, um Pinot Noir que eu acho que é o melhor do Chile (relembre aqui) e outros que valem sem dúvida, serem provados. Não tem nada nem perto de razoável por lá. Todos impecáveis.

O Ventolera Sauvignon Blanc é um capítulo à parte também. Fresco, super aromático, cítrico, mineral, mas tudo isso sem enjoar. E acredite, quando envelhecido, fica ainda melhor. Se você conseguir uma garrafa de Ventolera Sauvignon Blanc que tenha uns 5 anos de idade, agarre! É um show!

Outro projeto que vale a pena se atentar é o que leva seu nome, o Gandolini. A pequena vinícola produz só com a uva Cabernet Sauvignon e o 3 Marias é o seu carro-chefe. Encorpado, estruturado, intenso e também com grande capacidade de envelhecimento, é um vinho que merece ser bebido com calma e se possível, decantá-lo por algumas horas. Seguindo essas sugestões, você provavelmente terá também um dos melhores vinhos tintos do Chile.

Os vinhos do Gandolini são importados pela Wine&CO aqui no Brasil e você encontra em diversas lojas e restaurantes. Para saber mais sobre os projetos do Stefano, veja a página do GGV Terroirs.

 

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>