Sobre de queijos e vinhos

O tema “queijos e vinhos” não é novo e provavelmente se você gosta de um desses ingredientes, já participou de uma noite regada a essa harmonização.

E não é para menos que criaram esse dueto, pois os dois se complementam muito bem. Um bom queijo com o vinho certo ficam tão bons que parecem que foram feitos um para o outro.

Mas o contrário também é verdadeiro. Um queijo harmonizado com o vinho errado pode ser um desastre. E para ajudar você nessa tarefa (e quem sabe já sugerir o tema da sua próxima reunião com amigos), selecionamos alguns queijos e provamos com diversos vinhos. Quer começar a festa com um espumante? Uma ideia é ter uns petiscos de queijo de cabra e tomate cereja, espetados em palitinhos. Além de um belo visual, você tem uma ótima harmonização. Se resolver ficar no espumante por mais um tempo, pode ter queijos mais gordurosos, desde os brancos (brie, etc) até os amarelos como o provolone.

O próximo passo é servir um vinho branco. Se optar por um Chardonnay que passe por barrica – um vinho mais encorpado – vá também com um vinho de mesma estrutura. Provolones costumam ser bons companheiros nesta hora.

Chegou a hora dos vinhos tintos? Então lembre-se que são vinhos mais encorpados e principalmente com taninos, então precisaremos de queijos que fiquem à altura. Se for um vinho mais leve como um Pinot Noir, um Barbera ou um Gamay, você pode optar por queijos como o Gruyere ou o Emental.

Gruyere-Oficial-1050x417

Se você já partir para tintos mais fortes como o Cabernet Sauvignon ou o Malbec, aí teremos que mudar um pouco, partindo para um parmesão curado e até, em alguns casos, um queijo de ovelha.

E se você acha que acabou, temos boas notícias: existem vários queijos que combinam muito bem com vinhos de sobremesa, como Portos, Late Harvest e afins, que são os queijos chamados azuis. Aí se enquadram os roquefort, gorgonzola, camembleu e outros. O sabor deles contrasta muito bem com o adocicado forte dos vinhos e você pode até usar isso como sobremesa. Se quiser incrementar, corte tiras desses queijos, coloque um pedaço de figo e regue com mel. Nada mais prático, não é mesmo?

Gorgonzola-oficial-900x417

E depois disso só um bom café para fechar a harmonização e já preparar os próximos rótulos e tipos de queijos, afinal de contas, o legal disso é que as possibilidades são quase infinitas.

Um abraço

Daniel Perches

Crédito das fotos: Queijos São Vicente

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>