Scharzof Mosel 2009 – um verdadeiro riesling alemão

Já declarei aqui o meu amor pela uva Riesling. E já declarei também que o meu romance com ela é quase platônico, pois é uma das uvas que mais me encanta, mas ao mesmo tempo é uma das que eu menos provo. E não me pergunte por que, pois eu também não sei responder. Talvez seja o caso de eu mudar minhas prioridades.

Mas como aqui não é o divã de um psicólogo e nem uma consultoria de auto-ajuda, vamos falar desse vinho, que eu provei no final do ano passado e claro, me encantei.

O Scharzof Mosel 2009 é produzido 100% com a uva Riesling da região Mosel. Com uma cor bem clara, praticamente transparente, engana quem pensa que vai se deparar com um vinho “fácil”. Aliás, qualquer semelhança com o povo alemão é mera coincidência. O vinho tem aromas adocicados e complexos, que passam por flores, frutas brancas e pelo toque característico dessa uva, o petroláceo. Sim, meus caros, aquele aroma de borracha, que vocês podem pensar que é ruim, é MUITO BOM no vinho.

Na boca tem muita acidez e é um excelente exemplo de força e elegância. É bem marcante, mas sem incomodar. Pelo contrário, pois na boca deixa um sabor muito agradável e sempre chama para o próximo gole. É bom inclusive você ficar de olho na sua garrafa, pois o seu formato alongado engana um pouco e quando você menos espera, o vinho acaba. Aconteceu isso comigo e quero deixá-los avisados, para não serem pegos de surpresa.

São muitas as harmonizações com riesling, mas dizem que as comidas alemães (incluindo aí a carne de porco) são as mais recomendadas. Eu só te recomendo ter uma comida pronta já quando abrir o vinho, porque senão você vai acabar bebendo ele antes de começar a refeição.

Esse é importado pela Ravin no Brasil e tem outras opções do mesmo produtor, que não devem ser nada ruins.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

2 Comentários

  1. 1

    Caro Daniel,

    Como você, eu sou fã desta casta, mas meu amor por ela não é platônico não. Procuro apreciá-la regularmente. Meu problema é que adoro degustar a Riesling mais amadurecida e acabo guardando algumas garrafas na adega.
    Se realmente gosta de Riesling, experimente guardar por um período superior a 10 anos, ele ganha muita complexidade!
    A safra 2009 que você degustou foi excepcional na Alemanha. Compre tudo que puder, beba algumas e guarde outras garrafas para o futuro…).
    Abs,
    Luiz Cola
    http://www.vinhosemaisvinhos.com

  2. 2

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>