Salton Talento 2005

Desde que foi lançado, o Salton Talento foi considerado um vinho ícone dentre os nacionais. Produzido com as uvas Cabernet Sauvignon, Merlot e Tannat e passado 12 meses em barrica, esse é um dos produtos “Super Premium” da Vinícola Salton, uma superpotência nacional que fica no distrito de Tuiuty, no Rio Grande do Sul.

Essa é a segunda safra desse vinho que eu provo. A primeira foi a 2004, que estava bem interessante (provada em 2008). O Talento 2005 estava em minha adega já há algum tempo e por conta de alguns comentários que andei vendo por aí sobre a vida desse vinho, resolvi abrir logo para não perdê-lo. Ótima decisão, pois o vinho mostrou-se muito pronto para o consumo e acredito que se eu guardasse mais tempo, não teria tanta força assim.

De uma forma geral, é um vinho muito correto, que tem bons aromas (apesar de o meu estar um pouco tímido), ótimos taninos e bom final de boca, com uma boa persistência.

Logo que foi lançado vi uma grande “inflação” do preço dele, mas agora me parece que estabilizou em algo em torno de 60 reais. Esse me parece um preço justo para esse vinho, devido à sua qualidade.

Vai muito bem com comidas estruturadas devido ao seu corpo denso. Mas é também um vinho que é facilmente degustado sozinho. Vale a pena provar das duas formas, para ver qual mais agrada. Eu provei com alguns quitutes de happy hour e nada foi muito desarmônico, mas acredito que uma boa massa de molho vermelho combine bem melhor.

Eu considero o Talento um bom vinho nacional e que pode até ser considerado um “ícone”, mas eu diria que a Salton precisa ficar de olho, pois vêm surgindo aí alguns rótulos novos que estão dando show! Um dos pontos de atenção para esse vinho deve ser a rolha. Ele merecia uma rolha de melhor qualidade. Quem sabe não veremos isso em safras mais novas?

Resta esperar e conferir.

Abraços

Daniel Perches

You Might Also Like

13 Comentários

  1. 1

    Daniel, provei apenas o 2004 e achei um vinho bastante correto, mas que já estava iniciando seu declínio, sem força para evoluir por muito tempo.

    Detalhe que acho estranho nesse vinho é que o corte é determinado por uma fórmula matemática. A proporção de cada uva é FIXA, não varia de ano a ano. Salvo melhor juízo, esse não é o propósito do corte (você sabe isso melhor que eu), pois a qualidade das uvas pode variar a cada safra. Essas informações estão no site da Salton.

    Penso que além da rolha de melhor qualidade (concordo com você) deveriam cuidar desse detalhe. De resto, está tudo OK mesmo. Garrafa e rótulo bonitos, diga-se de passagem.

    Saúde!

  2. 2

    Daniel,

    Apesar dos seus comentários, o Talento pra mim é um vinho meio nebuloso, já achei bom, porém nunca me impressionou e ultimamente acho ralo, magro e sem personalidade.

    Para mim não vale o que se pede

    Forte abraço!

  3. 3
  4. 4

    Daniel, concordo com Cristiano, pois acho o vinho Talento fraco para que se cobre em torno dos R$ 60,00, e em alguns lugares até mais que isto. Leia este post num outro blog de vinhos bem frequentado, e veja o comentário do autor do blog: http://www.qvinho.com.br/vinhos/brasil/salton-talento-2005

    É claro que todos tem opiniões diferentes, mas acho que neste caso o vinho não deveria estar custando mais que 30 a 35 reais.

  5. 5

    Rodrigo, essa é uma discussão bastante interessante. E você acha que o Talento deveria custar o mesmo preço de um que custa 35 hoje ou acha que todos deveriam baixar de preço?
    Vamos lançar esse tema para o pessoal responder?
    Um abraço

    Daniel

  6. 6

    Olá amigos,
    Confesso que este vinho foi uma grande decepção. Continuo achando que a vocação da Serra Gaúcha são os espumantes e concordo que este vinho não vale + que R$ 30-35. Falando em tintos Gaúchos, confesso que já tinha jogado a toalha, mas semana passada bebi “as cegas”, na confraria que pertenço, o vinho Boscato Gran reserva Cab. Sauvignon 2002 e posso dizer que é um grande vinho, longo e equilibrado e tem vários anos de vida pela frente! Talvez seja o único vinho “premium” nacional que vale o preço.

    Abs,

    Claudio

  7. 7

    Claudio
    Eu concordo com você em relação ao Boscato, só o que me deixa um pouco chateado é o preço que eles estão cobrando pelos vinhos. Mas em qualidade, não tenho o que reclamar.
    Abraços
    Daniel

  8. 8

    Oi Daniel,
    Antes de mais nada parabéns pelo excelente site! Pelo que li na H.P da vinícola, o Boscato Gran reserva Cab. Sauvignon, está custado por volta de R$ 75,00. Antes de beber este vinho achava que nenhum vinho nacional, fora alguns poucos espumantes, valesse + que R$ 40,00, mas este vinho venceu em uma degustação as cegas os vinhos abaixo relacionados e por isto acho que vale e muito o preço.

    Salentein Primus Merlot safra 2002 (Argentina), Humberto Canale Gran Reserva Merlot safra 2005 (Argentina), Carmen Reserve Merlot safra 2005 (Chile), Bouza Parcela Merlot safra 2004 (Uruguai) e Graggy Range Sophia Gimblett Gravels safra 2007 (Nova Zelândia).

    Abç,

    Claudio

  9. 9

    Oi Claudio, que bom que gostou do site. Fique a vontade para sugerir e comentar sempre que quiser. Se tiver algum vinho que recomenda, pode mandar.
    Sobre o Boscato, eu concordo que é um excelente vinho. Quanto ao preço, é algo bem relativo, não é mesmo? Entendo que tenha vencido um grande desafio, mas não acho que é por isso que precisa ter um preço alto. Já pensou se ele custasse 40 reais? Eu compraria de caixas!
    Abs
    Daniel

  10. 10

    Olá Daniel!! Em resposta a sua pergunta, se deveriam baixar os preços de todos? Seguem minha resposta: considero o Salton Talento, um vinho correto, agradável de beber, mas quando falei dos R$ 35,00, estava me referindo que neste valor achamos vinhos na mesma faixa de qualidade, ou até maior. Assim, quando digo que o Slaton deveria custar isto, com certeza tem vinho fora da faixa de preço que deveria também custar menos, mas estava comparando-o com outros vinhos desta qualidade, com este mesmo preço. Ou vinhos de R$50,00 bastante supeirores ao Talento… Abraço… Qual a confraria do colega Cláudio??

  11. 11

    Rodrigo
    Entendido. Seu ponto é muito interessante. Espero que o pessoal da SAlton nos leia e considere a nossa opinião, não é mesmo? Quem sabe não conseguimos ajudar a melhorar esse cenário?
    Eu não sei qual a confraria do Cláudio. Claudio, pode nos responder? Ou você viu o resultado dessa degustação em algum lugar?
    Abraços
    Daniel

  12. 12

    Oi Rodrigo e Daniel,
    Desculpe-me pela demora em responder. Minha confraria é de Florianópolis e é composta por amigos empresários e profissionais liberais com bastante conhecimento e experiência no assunto (Vinhos). Confesso que eu e os demais participantes ficamos boquiabertos com o resultado da prova. Jamais pensei que existisse um tinto Gaúcho com tamanha qualidade, pois ano passado provei quase todos os vinhos “top” nacionais e os resultados das provas foram no mínimo desapontadores.

    Abç,

    Claudio

  13. 13

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>