Quinta da Mimosa 2007

Esse é um dos vinhos que ficou entre os Top5 no Encontro de Vinhos de Ribeirão Preto, em outubro de 2010.

E como aconteceu com todos os outros no dia, eu não consegui provar, mas como ganhei uma garrafa depois, eu guardei para poder provar com calma, para saber o que tinha de tão especial nesse vinho.

Finalmente consegui abrir, e foi na companhia de bons amigos, quando resolvemos provar também um vinho mexicano, o Emsamble Arenal Ba II.

O Quinta da Mimosa é feito com a uva Castelão, ou Periquita, na região de Palmela, pela Casa Ermelinda Freitas.

Vinhos feitos com a uva Castelão não são tão fáceis de serem encontrados por aqui no Brasil, mas produzem caldos muito aromáticos e interessantes. Igualmente difíceis são os vinhos da região de Palmela.

Esse, quando aberto, lançou ótimos aromas de frutas negras com um leve toque de defumado. Na boca apresentou uma boa acidez, mas nada muito marcante. É um vinho muito fácil de ser bebido e que agrada pela sua leveza. Achei que encontraria um vinho mais encorpado e forte, mas foi o contrário. Após algum tempo de aberta a garrafa, seus aromas continuaram e o que eu achei que mais ficou ressaltado foi um aroma de groselha.

Importado pela Hestia Gourmet, é uma boa opção pra se conhecer uma casta portuguesa diferente. Se comprar, sugiro harmonizar com uma comida leve e sem muita gordura. Talvez um queijo curado também dê certo, mas esse eu não testei.

Parabéns para o pessoal da Casa Ermelinda Freitas e para a Hestia Gourmet pela colocação na eleição dos Top5 do Encontro de Vinhos. Foi merecido, pois o vinho é bom mesmo.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>