Prado Rey Crianza 2002

Estive nessa quinta-feira com o meu amigo José Hilton, Sommelier do Tokay Vinhos, em Campinas. O restaurante e Wine Bar oferece os rótulos da Zahil e da Decanter aos mesmos preços da importadora, sendo assim uma excelente opção para os campineiros. Tive a oportunidade (sempre sob a sugestão do Zé, que é um sommelier muito promissor) de provar o Prado Rey Crianza 2002, um Tempranillo (na verdade é um corte de 95% Tempranillo, 3% Cabernet Sauvignon, 2% Merlot),que estava excelente. Esse vinho é produzido pela Real Sitio de Ventosilla, uma propriedade lendária, que foi inicialmente da família real e depois foi doada. Na verdade, eu até estava esperando provar um outro vinho da sugestão da semana, mas o Zé nem precisou se esforçar muito pra me convencer, quando me falou que esse Crianza tinha um estilo do Vega Sicília. Aí não deu pra resistir. É claro que esse vinho não tem a menor pretensão de ser como Vega Sicília (que como o próprio rótulo diz bem, é “Unico”), mas sem dúvida, me surpreendeu. Com uma cor muito viva com aura não muito desenvolvida e lágrimas bem coloridas e lentas, já me encantou desde o começo. No nariz, aromas principalmente doces, de baunilha, amêndoas, côco e até um pouquinho de madeira, mas nada muito forte. O Prado Rey custa atualmente R$ 114,00 a garrafa, mas sem dúvida, vale a pena. Tenho visto (e provado) alguns Tempranillos por valores menores, mas que realmente não valem nem metade. Esse sim, vale isso, sem dúvida. A safra 2002 em Ribera Del Duero, segundo a Wine Spectator, teve 86 pontos. Não é nada espetacular, mas esse crianza pareceu se destacar. Só pra lembrar, as melhores safras dessa região são as de 2004 e 2005, sendo que essa última, se o vinho for bom, pode ser guardado por um bom tempo ainda. Os mais novos – 2006, 2007 e eventualmente 2008 – se forem de boa qualidade, apesar de não terem grandes pontuações, podem ser guardados por um bom tempo também. Uma ótima pedida para acompanhar uma carne grelhada sem acompanhamentos muito fortes. Prado Rey parecido com Vega Sicília? É, lembra um pouco… Talvez uma degustação às cegas seria um bom desafio…

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>