Porca de Murça Reserva 2005

Eu já havia provado o Porca de Murça (sem ser o reserva) antes e não tive a melhor das impressões. Achei um vinho bem simples e sem muito a mostrar.

Por ocasião de um arroz de pato que eu preparei, chamei alguns amigos para compartilharem essa ocasião e um deles nos trouxe esse português, produzido no Douro, com as uvas Touriga Nacional, Touriga Francesa, Tinta Roriz, Tinto Cão.

Tenho que confessar publicamente aqui que fiquei com um pé atrás ao ver o vinho, mas como os preconceitos devem ser sempre quebrados, lá fui eu experimentar esse vinho, de cabeça aberta. Considerando-se que esse vinho é produzido pela Real Companhia Velha, um grande produtor de vinhos de Portugal e também pensando que é um dos vinhos mais vendidos em Portugal, acredito que tenha seu valor, não é mesmo?

Vinho então provado e aprovado. Bem melhor que o seu irmão “não reserva”, esse tem uma ótima qualidade e merece destaque.

Em taça, mostrou uma coloração rubi intensa e um leve halo de evolução. Pareceu-me ainda jovem, agüentando mais alguns anos em garrafa (talvez dois, no máximo).

No nariz, notas de especiarias, terra molhada, frutas vermelhas em calda, madeira molhada e um leve toque de baunilha foram percebidos. Tudo bem harmônico, sem nenhum sobressair.

Em boca, boa acidez. Seu final não é muito longo e tem uma pontinha de amargor, mas nada que comprometa o vinho.

Provamos esse (e outros) com o arroz de pato, mas acredito que pela força do prato, ele tenha sumido um pouco. Melhor tentar com algo um pouco menos forte e menos gorduroso, mas eu gostaria de arriscar com uma lingüiça portuguesa, só pra saber como ele se comportaria.

Infelizmente não sei o preço, pois foi trazido por amigos, mas é fácil encontrar esse vinho na rede Carrefour. Eu vou procurar e depois informo o valor.

E se quiser conhecer mais sobre os vinhos da Real Companhia Velha, veja o site deles aqui.

Um abraço

Daniel Perches

PorcaReserva

You Might Also Like

2 Comentários

  1. 1

    Realmente o sabor característico deste vinho combinou melhor com salames e linguiças como aperitivos. No jantar refeicões leves como frutos do mar e massas secas equilibram sabor, textura e odores.

  2. 2

    Recentemente provei mais alguns vinhos portugueses com um ótimo valor (abaixo de 50 reais) que em breve eu publicarei aqui.
    Obrigado pelo comentário.
    Abraços
    Daniel

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>