Poggio Bidini Syrah IGT 2005

Conhecer a mesma uva, mas de vários lugares do mundo é muito interessante. Um Syrah da França, que é bastante frutado e até alcoólico no começo, pode ser completamente diferente de um syrah da Austrália, que terá muito mais especiarias e aromas picantes.

Foi pensando nisso que experimentamos esse Syrah italiano, da região da Sicília ( da Província de Raguso, pra ser mais exato).

O vinho tem uma cor rubi intenso, quase intransponível e com aura com alguma evolução. Bem bonito.

No nariz é muito aromático, com frutas negras e principalmente um aroma de couro bem marcante, que deu um toque especial ao vinho.

poggioEm boca tem um corpo estruturado e final longo. Muito gosto e macio. O vinho tem 12,5% de álcool e pareceu realmente bem suave nesse quesito.

Pra quem está acostumado a beber os syrahs de outros países pode até, em primeiro momento, assustar com os aromas que encontrará, além do seu gosto. E é isso que torna ainda mais fascinante o mundo dos vinhos, não é mesmo? A uva é (praticamente) a mesma, o processo é o mesmo, mas mesmo assim, saem vinhos completamente diferentes. É claro que ao prestarmos mais atenção, encontraremos características em comum com todos os outros syrahs que já bebemos, mas algumas são únicas de cada país.

É a isso que atribuímos o terroir, o micro-clima, a região, a conservação, etc. Faz sentido! 🙂

Enfim, fica a dica. O vinho foi degustado na Importadora Vinea, acompanhando um ótimo risoto. Eles têm um restaurante no local muito interessante, do qual vou falar aqui amanhã.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>