Os Brunello di Montalcino 2011 estão chegando

O Consorzio del Vino Brunello di Montalcino, entidade que regula e promove os vinhos mais emblemáticos da região da Toscana esteve ontem no Brasil para comemorar os 50 anos de existência da DOC (Denominação de Origem Controlada) e juntamente fazer o lançamento da safra 2011 dos Brunellos e apresentar alguns Rossos di Montalcino da safra 2014.

Caso você ainda não conheça, vale a pena saber que a região é muito cultuada pelos enófilos do mundo todo e tem uma área relativamente pequena, tem um formato praticamente quadrado, é circundada por 3 rios e por conta de seu microclima com dias mais quentes e secos, dá origem aos vinhos mais encorpados de toda a Toscana.

Para chamar-se Brunello di Montalcino é preciso que seja feito obrigatoriamente com a uva Brunello ou Sangiovese Grosso, deve ficar no mínimo 2 anos em barricas e só pode ser lançado 5 anos após a safra. Se quiser fazer um Brunello Riserva, o tempo é ainda maior e só pode ser colocado à venda depois de 6 anos que as uvas foram colhidas. Todo esse cuidado tem várias razões, mas a principal é por conta da força e potencia do vinho, que precisa de algum tempo para mostrar toda a sua qualidade e complexidade.

A safra 2011 não foi tão regular quanto a sua anterior, recebendo uma onda inesperada de calor próximo à data da colheita. Mesmo com esse imprevisto, os vinhos mostram-se potentes, encorpados e com taninos já bem macios. Bons Brunellos di Montalcino 2011 podem ser muito longevos, mas com a possibilidade de serem abertos imediatamente e trazerem toda a alegria que se espera ao beber esse vinho tão famoso.

Já os Rossos di Montalcino 2014 que eu provei pareceram bem interessantes, com bastante fruta e prontos para o consumo. Não têm os preços mais baixos do mercado para nos possibilitar beber no dia-a-dia, mas valem a prova para um almoço com aquela boa macarronada à bolonhesa. Meus destaques da degustação de Brunellos foram:

 

Brunelli Brunello di Montalcino 2011
Importador: Italia Mais
Uma explosão de aromas que remetem a frutas com destaque para as cerejas. Se deixado na taça ou no decanter por algum tempo, vai mudando e tornando-se mais complexo, trazendo aromas de madeira. Potente, mas muito equilibrado e gastronômico.

Camigliano Brunello di Montalcino 2011
Importador: Casa Flora – www.casaflora.com.br
Um bom exemplo de que dá para guardar bastante tempo a safra 2011. O vinho ainda está jovem, com taninos bem fortes. Se aberto agora, é melhor que tenha uma boa carne para acompanhar.

La Palazzetta Brunello di Montalcino 2011
Importador: Italia Mais
Intercalando aromas de frutas frescas com algumas secas, esse vinho tem uma excelente complexidade no nariz e na boca. Seu excelente equilíbrio de acidez e taninos é algo para se prestar atenção também. Pronto para beber agora.

Sassodisole Brunello di Montalcino 2011
Importador: www.vinimundi.com.br
Com aromas mais austeros, esse vinho precisa de tempo no decanter para se mostrar. Abra com calma, deixe ele respirando por algumas horas e quando voltar, terá um outro vinho, cheio de aromas de frutas mais doces e na boca um vinho super potente.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>