Opéra de Château Villerambert-Julien 2010

Hoje vou dar uma dica para você que está se aprofundando na degustação de vinhos: os bons produtores fazem seus vinhos tops, ícones ou qualquer que seja a denominação para os vinhos mais caros e mais bem elaborados da bodega. Esses vinhos são sempre muito bem tratados e em geral ganham boas pontuações em diversos guias.

Até aí, nada muito extraordinário. Mas o que eu quero te deixar como sugestão é que você prove sempre os “segundos vinhos” ou vinhos de gamas mais baixas desses produtores. Em geral são vinhos excelentes, muitas vezes feitos até com uvas da mesma parcela de terra dos vinhos tops, mas que custam menos. Quem sai ganhando, sempre, é o consumidor.

Opera-Minervois-2008-vinho-tinto-frances-languedocFoi o que aconteceu comigo quando provei esse Opéra de Château Villerambert-Julien 2010, um vinho feito com Syrah e Grenache lá no Languedoc. Eu já tinha provado o outro vinho deles (veja o post aqui) e gostado, então já esperava algo interessante.

E esse, que custa R$ 60 (Chez France) é realmente bem legal. Tem potência, força e corpo e com uma ótima acidez. Eu bebi junto com uma pizza de calabresa e foi muito bem. Queria até ter provado com uma de pepperoni, mas não deu tempo. Fica para a próxima.

Fica a dica e depois me conte se deu certo.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>