Meandro do Vale Meão 2007

Mais um belo vinho português degustado. Esse é da região do Douro, de onde saem grandes e famosos vinhos para o mundo.

Antes de falar sobre o vinho, vale destacar que a Quinta do Vale Meão é uma propriedade da Casa Ferreirinha e foi a última propriedade adquirida pela Dona Antonia (a proprietária da famosa casa), que na época foi muito criticada, pois comprou, como disseram por lá, uma terra cheia de nada. Dirigida pelo seu trineto, é hoje uma vinícola de grande prestígio e seu vinho top da casa, o Quinta do Vale Meão, é colecionador de prêmios e claro, elogios. Suas vinhas já produziram uvas para se fabricar o famoso Barca Velha.

Mas o Meandro do Vale Meão, que é o segundo vinho da casa, não deixa nada a desejar, chegando a receber inclusive 91 pontos do Robert Parker na safra 2005 e 92 pontos da Wine Spectator na safra 2006.

Para se produzir esse vinho são utilizadas as vinhas mais jovens (aproximadamente 15 anos de vida) e é um corte com praticamente todas as uvas plantadas na quinta, mas com predomínio de Tinta Roriz e Touriga Nacional.

O vinho tem uma coloração rubi intensa, com um pequeno halo de evolução. No nariz, aromas de frutas vermelhas frescas, um toque amadeirado e aromas terciários como baunilha, tabaco e também um pouco de especiarias.

Em boca, muita maciez e equilíbrio, com um final longo, persistente e praticamente sem amargor.

É um vinho que merece atenção e que deve ser degustado com calma. Recomendo algum tempo de decanter para que ele se mostre mais plenamente.

Importado no Brasil pela Mistral, custa em torno de R$ 100,00. Um ótimo preço para esse vinho.

Um abraço

Daniel Perches

meandro

You Might Also Like

3 Comentários

  1. 1

    Acabo de receber uma comunicação da Sra. Luisa, co-proprietária da vinícola, me corrigindo sobre os dados apresentados no post, principalmente os históricos. Agradeço à Luisa pela informação e publico aqui, para a devida correção.
    ——-
    A Quinta do Vale Meão, assim como as outras Quintas da D. Antónia Adelaide Ferreira, não eram parte da Casa Ferreirinha (A. A. Ferreira S. A.), mas sim propriedade privada da D. Antónia, e mais tarde dos seus descendentes. Havia sim um acordo de venda das uvas da Quintas à Casa Ferreirinha. Assim, os vários ramos da família tinham por obrigação vender as uvas à Casa Ferreirinha e esta, por seu lado, a obrigação de as comprar. Sem querer me alongar sobre as outras Quintas na posse da D. Antónia quando morreu (eram 33 Quintas) aqui vai um pedaço da história da Quinta do Vale Meão até aos dias de hoje:

    Em 1877 D. Antónia Adelaide Ferreira, já proprietária do maior património agrícola do Douro, comprou em hasta pública 300 hectares de terra virgem à câmara de VN de Foz Côa. O seu sonho era de construir a partir do nada uma exploração modelo, concretizando nela toda a vasta experiência acumulada ao longo da sua vida de empresária duriense .

    Este projecto ambicioso foi totalmente levado a cabo entre 1887 e 1895. Foi a última e mais significativa realização daquela Senhora, que no entanto pouco dela gozou, pois morreu em 1896

    Desde então a quinta manteve-se sempre na posse dos seus descendentes. A partir dos anos 70 o seu trineto Francisco Javier Olazabal assumiu a sua gestão e iniciou um longo processo de aquisição de partes indivisas dos seus familiares e co-proprietários, e em 1994 tornou-se juntamente com seus filhos, único proprietário da Quinta. Até esse momento as uvas da Quinta eram vendidas á empresa familiar AA Ferreira S. A. e estavam na base de alguns dos seus melhores vinhos.

    Em 1998 Francisco Javier Olazabal decidiu renunciar ao cargo de presidente de A. A. Ferreira S. A para se dedicar juntamente com seu filho enólogo Francisco de Olazabal y Nicolau de Almeida, à produção, envelhecimento e comercialização dos vinhos da quinta, através da criação da sociedade F. Olazabal & Filhos, Lda.

  2. 2

    Este Meandro eu conheço e é bom… só que aqui bem mais barato do que aí. Acho que paguei por ele por volta da 15 euros….

  3. 3

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>