La Diva Rosé 2008

Principalmente durante o verão eu saio em busca de vinhos mais refrescantes e os rosés estão nessa lista. Encontrei então o La Diva Rosé 2008, um vinho feito lá no Vale do Loire, França. Esse é produzido com as uvas Syrah e Grenache (não sei o percentual de cada uma, porque no site do vendedor no Brasil não tem e não achei o site do produtor).

Pra mim, rosés precisam ser delicados. Nada contra os mais encorpados ou até mais “raçudos”, se é que podemos dar esse adjetivo para eles, mas é uma questão de estilo. Eu prefiro o estilo daqueles que têm aromas mais leves, que são praticamente “vinhos brancos com um toque tinto”, e não o contrário.

E o La Diva Rosé está indo para o lado dos mais potentes. Tem uma coloração laranja acobreada e no nariz, ao contrário do que eu esperava, nada de muita fruta vermelha. A taça se enche de aromas balsâmicos com toques cítricos e com um leve toque apimentado. Algo diferente, no mínimo.

Na boca não tem uma grande acidez, mas é bem equilibrado e que lembra as pimentas no final de boca (quando o vinho já foi embora e fica só o gosto).

Com um estilo bem diferente dos rosés da Provence, que são mais clarinhos e com aromas até florais, esse é um vinho que precisa de uma comida mais encorpada. Não beberia ele sozinho, como uma entrada num dia quente, por exemplo. Acho que está mais para acompanhar uma refeição.

E como a beleza do mundo do vinho está em descobrir novidades sempre, vamos partir para a próxima. Em breve conto sobre outros que eu provarei ainda nesse verão.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>