Juan Carrau Tannat de Reserva 2005

vinhos_de_corte_juan_carrau_tannat_reservaA uva emblemática do Uruguai é a Tannat. Emblemática porque dentre as castas produzidas por lá, essa é a que melhor se desenvolveu, produzindo vinhos muito bons.

E pensando nisso, resolvi provar esse vinho, que é produzido pela Bodegas Carrau, em Canelones, no sul do país.

Ótima decisão, pois o vinho é realmente muito bom. Eu poderia dizer até que é um dos tannat´s mais redondos que eu já provei (do novo mundo, importante ressaltar). Fiquei tão impressionado que provei rapidamente em um dia e como o vinho não me saía da cabeça, voltei à loja pra degustar novamente.

Com uma coloração rubi intensa e um halo bem desenvolvido, mostrou-se em sua plenitude, mas acredito que dê para ser armazenado ainda por alguns anos.

Aromas de frutas vermelhas em geléia e um toque amadeirado (passando de madeira seca a molhada, com o tempo) foram os aromas que eu percebi. Muito intensos e macios, me encantaram bastante.

Em boca, muita maciez e equilíbrio. Lembrou-me vinhos do velho mundo (da França inclusive), por sua suavidade. Final longo e sem nenhum amargor.

Mas o melhor vem agora: esse vinho custa em torno de 60 reais (importado pela Zahil aqui no Brasil). Ou seja, encontrei um vinho de ótimo custo X benefício.

Vai super bem com um assado de porco ou até mesmo um churrasco bem brasileiro. Acho que pode se dar bem também com um molho a base de tomate, mas pra essa harmonização é preciso testar (e quem o fizer, por favor me conte).

Pra quem quer conhecer um bom vinho uruguaio, essa é a dica. E olha que esse nem é o vinho top da vinícola. Eu vou, com certeza, buscar mais alguns deles pra provar. E em breve conto aqui.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>