Frontera Late Harvest 2008

Gosto muito de vinhos doces. Mas quando falo dos “doces” entenda os Late Harvest (colheita tardia), porto, Jerez e fortificados. Os Late Harvest têm um benefício, que é o preço. Em geral, custam menos do que os outros que eu citei agora.

E por conta disso, sempre procuro conhecer novos vinhos dessa categoria e foi nessa levada que eu encontrei o Frontera Late Harvest, que é feito com a uva Muscat de Alexandria pela gigante Frontera Wines, da Concha y Toro.

É um vinho bem adocicado, que tem aromas bem claros de mel, laranja em calda, frutas brancas em calda também e até um toque floral. Não é daqueles vinhos que quando se coloca na taça eles parecem até ter certa viscosidade. É mais leve, mas não menos doce.

Se considerarmos que ele tem um alto teor de açúcar, ele até que é fresco, não deixando na boca aquela sensação de melado depois que bebemos o vinho.

E pensando  nisso lembrei de um doce que eu comi que tenho certeza que deve ir muito bem com esse vinho, que é a Torta Santiago.

Essa torta é feita com amêndoas e creme feito à base de Jerez. O adocicado das amêndoas fica com um toque mais licoroso por conta do Jerez, que vai contrastar muito bem com o vinho. O importante nessas harmonizações é que nem o doce e nem o vinho se sobressaiam, mas se complementem. Vale a pena tentar.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>