Forrest Sauvignon Blanc 2010

Não é à toa que se fala tanto dos Sauvignon Blanc da Nova Zelândia. Realmente são muito bons. Fazia algum tempo que eu não provava um vinho dessa casta de lá e fiquei impressionado quando provei esse da Forrest Wines.

Já comentei aqui sobre o outro Sauvignon Blanc que provei da mesma vinícola, que tinha só 9,5% de álcool. Uma proposta interessante e diferente. Esse de agora é no estilo “normal”, se é que se pode falar em algo assim no mundo do vinho, que é tão rico de variedades e formas de se produzir.

Com 13,3% de álcool, esse Sauvignon Blanc é feito com uvas plantadas na região de Renwick, em Wairau River Valley, onde a Forrest Wines tem algumas terras.

O vinho apresentou notas típicas da casta, como abacaxi, um toque floral e claro, um bom mineral, que como disse também o Sr. John Forrest quando esteve no Brasil apresentando seus vinhos, tem aroma de “pedra molhada”. Realmente, o seu toque mineral é bem acentuado, mas de forma bastante integrada aos outros aromas.

Em boca tem um ótimo corpo e uma boa acidez. Seus aromas se confirmam na boca e seu final é bem redondo e convidativo para o próximo gole. Gostei bastante também de sua acidez, que me pareceu no ponto certo.

Ainda não temos notícias de um importador para o Sr. Forrest, que está tentando colocar seus vinhos em nosso mercado, mas se alguém for à Nova Zelândia, não deixe de procurar a vinícola e provar o vinho. Vale a pena. Eu diria que é um dos melhores Sauvignon Blanc do novo mundo que eu já provei até hoje.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>