Forrest Pinot Noir 2009

Já comentei aqui sobre os vinhos da Forrest que provei, na ocasião da vinda do produtor ao Brasil para apresentar as suas criações e em busca de um importador.

Fiquei fã dos vinhos deles. São realmente muito bons, bem feitos e com bastante caráter.

Quando provei esse Pinot Noir, me encantei de cara. Me lembrou um  Pinot Noir da Borgonha, tanto na cor cereja clara, quanto nos aromas de frutos vermelhos com um leve toque herbáceo, até o sabor, com uma boa acidez, bom corpo e final refinado.

Com 13,3% de álcool, é um vinho bastante equilibrado, que mesmo em temperaturas mais altas, não demonstrou muito álcool em excesso. Aliás, nem álcool e nem madeira, apesar de passar 12 meses em barris antes de ser engarrafado.

Pareceu-me um vinho com um bom potencial de envelhecimento. É claro que o provamos bem jovem e não é tão fácil “prever o futuro” do vinho, mas dá pra imaginar, dadas as suas características, que daqui uns 2 ou 3 anos ele estará ainda muito melhor, já um pouco evoluído.

Mas se você quiser guardar esse vinho por mais tempo, o Sr. John Forrest diz que pode fazer isso por pelo menos 10 anos. Eu até gostaria de seguir a recomendação dele, mas não garanto a minha paciência. Acho que eu abriria antes.

Esse vinho ainda não está no mercado nacional, mas quando chegar é uma boa pedida. Se colocado às cegas com alguns Pinots da França, acredito que vá se sair bem. É ver pra crer.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>