Expovinhoff na Revista ADEGA – faltou crédito!

Acabo de receber a edição 54 da revista ADEGA, que traz em sua capa uma matéria sobre o teor alcoólico dos vinhos. Tenho que contar que a ADEGA é uma das minhas preferidas. Gosto do formato das matérias, da leveza da abordagem do tema e da qualidade das informações.

Fique contente de ver que a revista comentou sobre a Expovinhoff, porque apesar de eu não ter participado da organização do evento, sinto-me parte dele porque acompanhei a idéia desde o nascimento, sempre cuidada com muito carinho pelo Beto Duarte (Papo de Vinho). Lembro-me quando a idéia nasceu e quando conversamos, lá no Empório Vila Buarque. Confesso que no dia que ele me contou, eu não consegui captar a idéia no tamanho que ela se tornaria. Belíssimo trabalho do Beto e da Fernanda, que depois veio se juntar a ele, para dar mais corpo ao projeto.

E hoje, ao ler a matéria, fiquei um pouco decepcionado ao ver que o nome do Beto nem foi citado, quando falaram da Expovinhoff. Tenho certeza que a Fernanda fez um excelente trabalho, mas temos que lembrar o pessoal da revista ADEGA que o grande idealizador e organizador do evento, pelo menos na minha opinião, foi o Beto Duarte. Basta dar uma passeada pelos blogs e verificar o que se falou da feira, para comprovar.

ADEGA, atenção aí, para dar crédito justo!

Abraços

Daniel Perches

A edição 54 já está nas bancas e para assinantes da revista ou do UOL, o conteúdo é disponibilizado também na web e já está disponível através do site http://revistaadega.uol.com.br. Por questões de direito autoral, não farei a reprodução da matéria aqui.

You Might Also Like

11 Comentários

  1. 1

    Concordo. Embora não tenha conhecimento dos bastidores, o tamanho da participação dele ficou clara, não apenas na operacionalziação do evento, como pelos agradecimentos que – merecidamente – recebeu.

  2. 2

    Daniel,

    Solidarizo-me contigo porque tb testemunhei o nascimento da idéia. O Beto, habilidoso e competente, merecia ao menos crédito por ter sido o criador do evento.

    abraço

    Jeriel

  3. 4
  4. 5

    Olá Marcelo, aproveito para falar que foi um prazer te conhecer na feira. Você e a Claudia são muito simpáticos.
    Espero que nos encontremos em breve. Em agosto tem uma feira chegando. Vou divulgar nessa semana.
    Um abraço
    Daniel

  5. 6

    HUm…
    Sábio e justo Daniel, acabo de ler … e antes de cá estar me reportei a edição da Revista, com mesma compreensão que tens do fato , não me exclui do mesmo sentimento e incógnita ao conteúdo da matéria em relação ao evento do VERDADEIRO organizador e IDEALIZADOR*
    Embora tenhas dado créditos repartidos aqui, eu acordo contigo apenas no que diz respeito ao restante …
    Abraço!!

  6. 7
  7. 8

    Prezado senhor,

    Converso com a Fernanda Fonseca sobre a organização da feira há mais de dois anos. Inclusive, o nome está registrado em seu nome. Depois sai da jogada, Portanto, o senhor Duarte, que deve ter seu trabalho reconhecido, chegou bem depois. Pode ter trabalhado esse ano, mas não é o pai do gol.

  8. 9

    Olá Geraldo
    Legal, bom saber. Na verdade, só achei que faltou o crédito. Questão de mérito. Mas fica a informação sua aí, que é importante.
    Um abraço e obrigado pela visita. Fique à vontade e sempre que quiser indicar um vinho, será bem vindo.

    Daniel

  9. 10

    Senhores e senhoras ,

    e ”representantes” (-Geraldo?!)

    Acho que a feira foi mesmo um sucesso, e quando algo assim vai ao sucesso somente os presentes , a maioria deles amigo de quem trabalhou pela mesma acontecer pode dizer oque torna apenas um nome ”promocional” um sucesso … São os contatos daquele que realmente PROMOVE e alguma semelhança com ideias alheias não intervém no trabalho de quem realmente a fez ser um sucesso , mas como me parece é sempre assim não? Aparece de menos quem de fato é a chave para o negócio e não se poupou para que os presentes brilhassem e saissem satisfeitos …
    Se a próxima acontecer quero ver qual será a tática de ouro sem BETO DUARTE que vai manter o brilho da mesma com um retorno no mínimo estável , e que é de um nome ”expovinhOFF” sem o principal : ”Beto Duarte” ?

  10. 11

    Diferentes narrativas de acontecimentos …
    Faz-me analisar as repercussões, interpretações e apropriações dos significados dos acontecimentos de sentido E na recepção desses conteúdos é verossímel o fato que Beto Duarte merece todo crédito,pois sem ele essa Feira certamente não teria se quer existido , o nome pode voar sozinho sem o que idealiza?

  11. 12

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>