El Petit Carlania, feito com a uva Trepat

Já ouviu falar que é legal conhecer novas uvas e fugir do tradicional? Ouviu isso e não sabe se foi aqui que você leu ou em outro lugar?

Não se preocupe. Você não não está ficando louco. 9 entre 10 publicações de vinhos dizem isso (não são 10 entre 10 porque sempre tem um chato no meio). E eu não fujo à regra e sempre que posso provo uvas novas. Foi o caso desse vinho feito com Trepat.

Estive com um casal que tem uma venda de vinhos em Barcelona (www.verol.cat) e eles me convenceram a levar esse. Eu cheguei lá pedindo um vinho “leve, fácil de beber, de preferência mais natural”. A dona não pensou duas vezes e me trouxe essa garrafa de El Petit Carlania 2013 (produzido por Carlania Celler), feito com essa tal de Trepat. Sua determinação e animação ao falar do vinho foram suficientes para me convencer em uns 20 segundos.

carlania_trepatTrouxe e abri rapidamente. E tenho que confessar que foi difícil de parar de beber esse vinho. É daqueles que parecem levinhos e que a gente nem vê quando acaba a taça, sabe como é? Fui bebendo, harmonizando com um queijo leve e um jamón sem muita cura e o vinho foi embora. Quando percebi, estava no final da garrafa.

O que mais caracteriza esse vinho é o aroma de bosque que ele tem, que junto com um pouco de fruta vermelha, deixa ele super interessante. Beba e deixe-se levar pela imaginação. Eu lembrei de uma fazenda que um tio tinha e que eu ia de vez em quando e parece que sempre estava chovendo. A cidade era Cabreúva, mas hoje lembro como se fosse uma cidade medieval na Europa.

A uva Trepat ainda não está muito difundida no Brasil, mas talvez dê para encontrar algo. Se não conseguir, quando for à Espanha, não deixe de provar. Esse é um bom vinho feito com essa uva, mas existem outros. E depois me conte o que achou.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>