Cuvée Domaine Nigri 2008

Como sempre falo por aqui, eu sou fã dos vinhos doces (de sobremesa). São vinhos encantadores, que por muitas vezes, eu sinceramente dispenso a sobremesa e fico degustando ele sozinho, bem calmamente, para que ele também calmamente libere seus belíssimos aromas e sabores.

E quando fiquei sabendo que a Cave Jado estava agora com um rótulo de vinho de sobremesa, não tive dúvidas e fui em busca dele. E como sempre aconteceu comigo com os vinhos de lá, eu gostei bastante e fiquei mais contente ainda com o preço.

Esse é produzido na AOC Jurançon, que fica no Sudoeste francês. E para os vinhos doces produzidos nessa região, as uvas emblemáticas são a Gros Manseng e a Petit Manseng e as duas estão presentes nesse vinho.

Com uma coloração dourada bastante brilhante, mostrou-se com um belo corpo ao ser girado na taça. Nos aromas, predominância de toques florais, frutas cítricas e mel.

Em boca o corpo se confirmou, com um leve toque cítrico no final, que é longo e correto.

É um belíssimo vinho, que como falei, compensa não só pela sua qualidade, mas também pelo seu preço. Custa 79 reais na loja (e no site). Pra quem está acostumado aos preços dos vinhos de sobremesa, sabe que esse é um bom custo X benefício.

Prove com queijos azuis, foie gras e claro, com sobremesas, mas estas não podem ser muito doces. Talvez uma torta de frutas vá bem. Ou então você pode bebê-lo sozinho, o que pra mim funciona muito bem.

Um abraço
Daniel Perches

You Might Also Like

Um comentário

  1. 1

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>