Chateau Grand Bert Grand Cru 1982

Talvez por ter sido um dos vinhos que mais me marcou até hoje, eu tenha demorado tanto para escrever sobre ele. Beber um vinho Grand Cru de Bordeaux da safra de 1982 já é um grande privilégio. Beber de uma garrafa magnum então (como foi o meu caso), nem se fala. Mas melhor ainda foi ter trazido essa garrafa direto do produtor e ter recebido do dono da vinícola. Foi assim que eu ganhei essa garrafa do Laurent Poitevin, um grande viticultor de Saint-Emillion que faz belíssimos vinhos.

Em 1982 ainda era o sogro dele que fazia, mas que com certeza conseguiu passar todos os ensinamentos para a próxima geração. A garrafa estava toda empoeirada e eu fiz questão de não tirar nem sequer um pouquinho de pó. Queria ela como estava lá. E acreditem, quando ele me trouxe a garrafa, tirada da adega particular dele, veio até com uma pequena aranha. Por medo de questões sanitárias, deixei a aranha por lá mesmo (e por acreditar também tratar-se de uma aranha da família. Não cairia bem tirá-la do convívio).

E dentro do verdadeiro espírito do vinho eu levei para a degustação que fizemos com alguns blogueiros amigos na loja Vino&Sapore, na Granja Viana. Não é nem preciso dizer que todos ficaram encantados com o vinho.

E o que falar sobre o vinho? Bem, se alguém ainda precisa de alguma descrição sobre ele, eu posso falar de forma mais direta possível: estava FANTÁSTICO!

Obrigado Laurent (e amigos do vinho), por me proporcionar um momento tão especial em minha vida, que eu com certeza não esquecerei.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>