Catrala Pinot Noir Grand Reserve Limited Edition 2007

catrala_pinot_noir_2007Como já falei aqui algumas vezes, eu gosto muito de Pinot Noir. Essa uva é, sem dúvida, uma das mais interessantes dentre as que eu conheço.

E sempre fico atento às novidades, principalmente as mais acessíveis. E foi assim que eu conheci esse Pinot Noir Grande Reserve Limited Edition (bonito o nome, não?) da vinícola Catrala, que fica no Vale de Casablanca, no Chile. Custa R$ 132,00 na importadora Vinea.

E esse vinho já me atraiu começando pelo rótulo. Achei bastante simpático e convidativo. Deu-me a impressão de um vinho bem macio, suave, sedoso… Se era essa a intenção do produtor, comigo ele conseguiu.

Foi degustado na Wine Week do Vinea, que eu já comentei aqui. Aliás, o evento foi sensacional. Os organizadores estão de parabéns. Pelo menos entre os que estavam na mesma mesa que eu, fez um grande sucesso, batendo inclusive outros mais caros.

Mas vamos ao vinho: visualmente, tem uma coloração rubi vermelho muito bonita. Mas foi no nariz que ele surpreendeu.

Quando senti seus aromas, reforçou-se minha admiração pelo vinho. Frutas vermelhas maduras como framboesa, morangos doces, blueberry (ou mirtilo, em português), em perfeita harmonia. Uma verdadeira cesta de frutas maduras e coloridas, prontinhas para serem degustadas, naquela maciez que conhecemos de um bom Pinot Noir. Uma delícia!

Em boca, só a confirmação da qualidade e do sabor do vinho, com álcool em ótima proporção, acidez muito bem controlada e final relativamente longo.

Fiquei encantado com esse vinho. Eu gostei tanto dele, que acho até que deve ser degustado sozinho, para que se sinta seus sabores sem interferência. Mas se ainda assim quiserem, sugiro um prato à base de frango com molho leve, por exemplo. Ou até mesmo um risoto de legumes.

Bem, o meu já está na adega, pedindo para ser aberto. E a minha lista de preferidos ganhou mais um nome.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

4 Comentários

  1. 1

    Estive há 10 dias atrás na vinicola Catrala, fui atendido pessoalmente pelo produtor, e fiquei encantado com a filosofia da produção do vinho, assim como a qualidade deste Pinot Noir, que não fica em nada a dever aos grandes Franceses. Me encantou o sabor mineral e a acidez bem controlada do vinho.
    PS a safra 2008 está també muito boa.

  2. 2
  3. 4

    Prefiro ele na versão merlot.. Como pinot,nem de longe.achei muito desestriturado,alcoólico .e me parece que foi feita muita correção .

  4. 5

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>