Casas del Toqui Pinot Noir Reserva 2009

Esse vinho fez parte da caixa mista que veio através da Sociedade da Mesa para mim no mês de Março/2011. Como já comentei aqui, a Sociedade da Mesa é um clube de vinhos que traz mensalmente uma seleção de vinhos para os associados. A caixa é composta de 4 vinhos e nesse mês recebi então 2 Casas del Toqui Pinot Noir Reserva 2009 e 2 Casas del Toqui Cabernet Sauvignon Reserva 2009.

Foi interessante conhecer dois vinhos do mesmo produtor e da mesma safra, pra ver o que eles têm em comum, afinal de contas, por mais que as uvas sejam completamente diferentes, o terroir sempre influencia e ajuda a dar caráter ao vinho.

O Casas del Toqui Pinot Noir Reserva 2009 me pareceu um típico Pinot Noir chileno. Produzido 100% com essa uva no Alto Cachapoal, no Chile, ele preserva as características principais da casta, mas também traz algo próprio do local. E eu estou falando da sua coloração, que é um pouco mais intensa do que os tradicionais da França, tendendo mais para o tom cereja.

No nariz apresentou aromas de frutas vermelhas bem intenso, com destaque para morangos e cerejas. Um leve aroma de madeira apareceu, mas muito bem integrado ao vinho, dando a ele um ar mais clássico. Em boca é bem elegante, leve e macio.

Esse Pinot Noir me pareceu aliar a elegância e charme da tradicional casta com um toque bem resolvido do Novo Mundo. Algo que não encontramos em qualquer Pinot Noir. E com isso ele ganhou também um bom potencial gastronômico. Vale a pena provar com algumas comidas para testar.

E assim seguimos em busca de bons vinhos feitos com Pinot Noir no Novo Mundo. Esse é um que vai para a lista dos escolhidos.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

3 Comentários

  1. 1

    Daniel,

    Tambem participo da Sociedade da Mesa e recebi este vinho que considerei junto com minha esposa um ótimo vinho.
    Não tenho ainda a capacidade de descrever os aromas e a intensidade dos sabores porém foi um dos melhores Pinot Noir que já degustei
    E hoje fui audacioso pois o degustei acompanhando uma bela rabada, que apesar da gordura, não atrapalhou em nada o sabor delicado e frutado que sentimos neste vinho

    Agradeço seus comentários e lhe digo que tem me ajudado a aprender muito sobre o maravilhoso mundo do vinho

    Tim Tim
    Tomaz

  2. 2

    Tomaz, obrigado pela visita e pelo comentário. Acredito que mais do que descrever detalhadamente os aromas e sabores dos vinhos, o mais importante é conseguir determinar o que gosta e o que não gosta. Gostei da sua sugestão com rabada. Comi uma rabada na sexta-feira e confesso que não pensei em harmonizar com um Pinot Noir, mas farei isso na próxima. Obrigado pela dica.
    Abraços
    Daniel

  3. 3

    Não conhecia esse vinho. Achei interessante, mormente pelo custo o que o torna ideal para o dia-a-dia

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>