Barolo Marcenasco – Renato Ratti

Ja contei um pouco aqui sobre o produtor Renato Ratti, quando provei outro vinho dele, o Dolcetto d’Alba. Gostei daquele vinho e da história do produtor.

E eu tinha um outro vinho para provar, que é esse Barolo Marcenasco 2009, mas que acabou esperando um pouco mais, pois merecia uma boa comida para acompanhar. Os Barolos em geral são vinhos que podem envelhecer por um bom tempo antes de serem abertos e é fato que os grandes apreciadores e conhecedores preferem os mais antigos. Sem dúvida, a Nebbiolo, a uva que é utilizada, é uma uva que se bem tratada, pode gerar vinhos que durem décadas na garrafa.

Mas como eu não tinha todo esse tempo, bebi esse vinho com um bom papardelle com ragú de coelho agora em 2014 mesmo. E os mais letrados que me perdoem, mas esse vinho estava fantástico assim, ainda jovem.


barolo_renato_rattiSuper potente, mas ao mesmo tempo elegante. Até a cor dele não era a tradicional “clarinha”, que se encontra nos barolos mais envelhecidos. Esse estava até mais escuro, mostrando que alí seria um grande jogo para harmonizar e poder extrair tudo o que ele poderia me oferecer.

Independente do tempo que você vai esperar para abrir esse vinho (e dá para guardar por um bom tempo se quiser), eu sugiro que prove um barolo do Renato Ratti. Esse Marcenasco estava muito bom, mas ele produz outros também (veja no site da Ravin). Vale a experiência, mas não se esqueça de uma boa comida para acompanhar. Vai ficar inesquecível.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

Um comentário

  1. 1

    Realmente o Marcenasco Barolo é mesmo esplêndido!

    Renato Rattis
    renatorattis@yahoo. Com.br

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>