A pandemia está ajudando o vinho a crescer no Brasil

Desde que estou trabalhando com vinhos, vejo todo mundo falar do tal “crescimento do consumo per capita, que no Brasil está estabilizado”. Pois bem, já vi inúmeras ações e nenhuma com efeito realmente prático, mas agora parece que as coisas caminharam bem, pelo menos para o vinho.

É que durante a pandemia as pessoas estão mais em casa e, provavelmente sem poder direcionar suas verbas para entretenimento fora de casa, muitos direcionaram seu dinheiro e tempo para aumentar seu consumo de vinhos.

É o que percebeu também a Sociedade da Mesa, o clube de vinhos mais antigo do Brasil e do qual já fui sócio e até já escrevi para a revista deles. O CEO, o Stéphane Kaloudoff, por sinal um cara super simpático, já fez até uma live comigo para falar sobre clubes de vinhos. Se você ainda não conhece essa modalidade, veja abaixo mais informações sobre a Sociedade da Mesa e também sobre os formatos que eles oferecem.

Fundada em 2003, a Sociedade da Mesa nasceu do amor de um empresário apaixonado pelo universo dos vinhos e que quando viajava para outros países garimpava rótulos especiais para o seu consumo próprio. O que era apenas um hobby acabou atraindo muitos amigos próximos que queriam compartilhar dessa experiência e, consequentemente, tornou-se o primeiro clube de vinhos no Brasil.
De lá cá, a marca cresceu, se consolidou e foi adquirida pelo grupo espanhol
Vinhoselección e, desde então, um time de winehunters, espalhados pelo mundo, realizam a curadoria primorosa de safras exclusivas e até premiadas. Com esse diferencial, que nenhum outro clube consegue oferecer, os assinantes recebem mensalmente, no conforto do seu lar, rótulos trazidos da Romênia, Hungria, Líbano, Califórnia, Turquia e também de países mais conhecidos como os da França, Espanha,
Chile, dentre outros países, totalizando cerca de 130 origens diferentes.
Além da praticidade de receber mensalmente o que há de melhor diretamente das vinícolas, a Sociedade da Mesa também realiza parceria com restaurantes pelo país, onde é possível visitar mais de 150 casas com a isenção total da rolha. Mensalmente os associados também recebem uma publicação exclusiva repleta de conteúdos sobre o mercado e entrevistas com os maiores especialistas do mundo. A “cereja do bolo” fica por conta do sommelier exclusivo do Clube, o expert Lucas Cordeiro, com mais de 15 anos de experiência, que além de oferecer consultoria dos vinhos também promove degustações diversas para grupos de associados.
Em 2019, a marca entrou no e-commerce com o objetivo de elevar os números da empresa. Segundo o CEO Stéphane Kaloudoff, com passagens pelo Carrefour, Sodexo e Travelex -, o resultado foi surpreendente. “Crescemos o faturamento em 20% no ano que abrimos a loja on-line”, explica Stéphane.
Dados da Ideal Consulting mostra que a maré é positiva para o setor. Só no período de janeiro a junho, o consumo per capita de vinhos e espumantes no país saltou de 2,13 litros (2019) para habitantes para 2,37 litros (2020), um aumento de 11%. No segundo trimestre de 2020 – durante a pandemia, a média chegou a 2,81 litros, um incremento de 72% em relação ao mesmo período do ano anterior.
“Acreditamos que esse seja um caminho de crescimento sem volta, por isso, a meta para esse ano é triplicarmos o número de garrafas vendidas on-line – atualmente o número gira em torno de 30 mil garrafas por mês – além de conquistar novos associados para a Sociedade da Mesa”, finaliza Stéphane.

Os assinantes podem optar quatro opções diferentes de planos mensais: Descobertas R$ 86, Grandes Vinhos R$ 208, Obras Primas R$298 e Magna R$ 449, preço de 1 garrafa. Também é possível comprar on-line com desconto de até 40%.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>