A. Mano Negroamaro 2007

Um belo vinho do velho mundo. Essa foi a minha percepção ao provar o A. Mano Negroamaro, um vinho produzido na Puglia. Eu já havia provado o A. Mano Primitivo e o A. Mano Bianco, do mesmo produtor. Gostei de todos, pois são vinhos que são bem produzidos e que atendem bem a proposta, trazendo boa tipicidade e qualidade.

A uva negroamaro é cultivada também em outros locais, mas é na Puglia que tem a sua maior expressão e a palavra negroamaro nada mais é do que a junção de duas palavras que significam a mesma coisa: negro.

Esse vinho apresentou-se bem leve, desde a sua coloração, que tem tom rubi intenso, mas bem brilhante. No nariz, aromas de frutas negras, com um toque floral integrado, dando uma boa graça ao vinho. Em boca apresentou taninos finos e um final não muito longo, mas prazeroso. Um vinho bastante agradável e fácil de combinar com comida.

Esse é importado pela Ravin e custa em torno de 60 reais. Não é um valor baixo, mas também temos que considerar a sua procedência e a sua qualidade. Com esses fatores em conta, me parece justo. É claro que eu gostaria que custasse menos, assim eu poderia comprar mais e torná-lo um (bom) vinho para o meu dia a dia.

Um ponto importante a se destaque é que esse vinho, como os outros que eu provei, vem com vedação do tipo screw cap, ou seja, não utiliza rolha. Sua abertura é do tipo “rosca”, o que muitos consideram ecologicamente correto.

Um abraço

Daniel Perches

You Might Also Like

2 Comentários

  1. 1

    Incrivel! este vinho a 8-10 anos atras era vendido no supermercado zona sul! lembro que pagava R$19,xx. sumiu e fui reencontra-lo a “falecida” expand por R$33 a 49,00! Agora descubro que esta na Ravin. Conforme o vinho nada de representante em representante o preço piora!

  2. 2

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>