A importância de um bom abridor de vinhos

Existe no mercado uma infinidade de tipos de abridores de vinho. Tem aqueles famosos em forma de “borboleta”, que vai abrindo as asas para depois você fechar e a rolha sair, tem aqueles antigos que são só um anel para você puxar com as mãos, tem elétrico, tem automático, semi-automático e muitos outros que podemos citar.

E com essa grande quantidade, vem também uma grande dúvida. Qual abridor utilizar? Qual comprar? Quantos abridores devemos ter em casa?

Antes que você saia por aí comprando todos os tipos (a não ser que seja um colecionador desse tipo de peça), é bom você tem algumas informações. Vale lembrar aquela máxima de que um produto de qualidade vai ter uma maior durabilidade e mesmo que o investimento inicial seja um pouco maior, ao longo do tempo vai compensar.

Apesar de hoje vermos por aí vários abridores automáticos (funcionam à pilha e puxam a rolha pra fora), eu sugiro que se você for comprar um desses, prefira os que têm a espiral para retirar a rolha e não os que fazem a sucção a vácuo. O método de sucção pode provocar uma pressão maior do que a suportada pelo gargalo da garrafa e estourar o vidro. É raro acontecer, mas é melhor prevenir.

Outro modelo que eu recomendo (e é o que eu uso) é o modelo “sommelier”, ou profissional. Esse abridor (o da foto acima) é composto por uma espiral, um apoio, que pode ser em um ou dois estágios e uma pequena lâmina para cortar o lacre. Utilizá-lo é bem simples e com um pouco de prática você vai conseguir abrir praticamente sem esforço nenhum. Primeiro corte o lacre com a lâmina e retire a parte de cima. Depois introduza o espiral na rolha sempre verificando a quantidade necessária para que o seu apoio fique na altura do gargalo. Depois é só apoiar no gargalo e puxar para cima, de forma leve e tranqüila. Na maioria das vezes não é necessário fazer muita força. De preferência faça com calma e puxe vagarosamente, pois se a rolha estiver um pouco ressecada ela pode se quebrar, então quanto mais suave for o movimento, maior a chance de ela sair intacta.

Apesar da minha recomendação, é importante que você veja com qual modelo se adapta melhor, mas lembre-se sempre da qualidade do produto, senão você vai ter um gasto recorrente com esse utensílio. Abrir o vinho tem que ser só o começo dos momentos de prazer que virão pela frente e não deve dar dor de cabeça nem fazê-lo passar vergonha.

Um abraço

Daniel Perches

Obs: esse artigo foi publicado também no Jornal Bleh e no portal Itu.com.br

You Might Also Like

27 Comentários

  1. 1

    Daniel, dia desses um amigo (norte-americano) levou em casa um abridor elétrico, com espiral que puxa a rolha. Meu caro, parecia um “vibrador gigante”, na definição dele próprio. É difícil de levar, caro e nem um pouco charmoso.

    Os abridores com “asas”, que a Tramontina vende por cerca de $40, invariavelmente soltam a rosca (sem nenhum trocadilho maldoso). É que a parte que é introduzida na rolha se desprende do restante do saca rolhas.

    Os antigos, de puxar entre as pernas, podem causar acidentes.

    Então, sobra a opção que eu prefiro e que você também, o saca rolhas do sommelier, que é encontrado na faixa dos $20 (se muito), são fáceis de levar no bolso para socorrer um amigo menos avisado e sem parecer um chato. Prefiro o de dois estágios, que são ideais para as rolhas mais complicadas.

    Abraço.

  2. 2

    É verdade, eu mesmo já deixei uns 2 ou 3 abridores tipo Sommelier para alguns amigos. Sempre que vejo que eles não tem um desses e ficam sofrendo com aqueles outros tipos, acabo deixando um para eles.
    Um abraço
    Daniel

  3. 3

    Daniel,

    Ótimo post, abordou um assunto bem interessante.

    De fato o tipo sommelier é o mais seguro e também é o meu preferido, apesar de ter outros em casa por gostar da aparência.

    Grande abraço meu caro.

  4. 4
  5. 5
  6. 6

    Tenho varios abridores porem o que mais uso e mais gosto de usar e o bom e velho canivete Victoryinox. Geralmente fixo a garrafa entre os joelhos e puxa com leve forca para cima. NAo vou dizer que e facil , mas no meu caso ja virou uma tradicao !!! As vezes acabo derramando algumas gostas de vinho na calca ….

  7. 7

    Olá Rodrigo, realmente é um método bastante peculiar. rsrs
    Acredito realmente que seja uma tradição já, mas se quiser tentar com outros abridores, talvez você corra menos riscos! 🙂
    Um abraço
    Daniel

  8. 8
  9. 9

    Oi, Daniel!
    Antes do abridor com dois estágios, eu nunca me metia a abrir um vinho. Depois que ganhamos um do Marcel e da Nina, do Gourmandise, na maior parte das vezes, sou eu quem faço o “serviço” do vinho. É bem útil para pessoas fraquinhas, como eu.
    Um abraço. Rafaela

  10. 10

    Olá Rafaela

    Então nessa o nosso amigo Claudio se deu bem, hein?
    Mas se não tiver um de dois estágios e tiver que ser daquele que é só a espiral (aqueles antigões), aí faz ele abrir! 🙂
    Um abraço

    Daniel

  11. 11

    Melhor não arriscar. Eu, não-bebedora de vinhos que era, tinha um desses antigões na minha casa em Florianópolis. Em uma vez que tentei usá-lo, quebrei um pedaço de uma porta, na tentativa de tirar a rolha. Na outra, Claudio resolveu abrir um vinho com ele – era a única opção lá em casa – e acabou quebrando o tal abridor. A parte de plástico se soltou e a de metal ficou dentro da rolha… para sempre… Ainda bem que o vinho nem era grandes coisas… 🙂

  12. 12

    Caro Perches,
    É uma verdadeira aventura abrir uma garrafa de vinho. Tanto se fala em aromas, uvas, texturas e pouco se fala no ritual da abertura do vinho. E pensar que cada rolha conta uma história diferente. Ao saborear um vinho deveríamos primeiro observar a saca em abrir a garrafa. Um abraço vinhático,
    Patrícia

  13. 13

    É verdade, Patricia.
    É uma aventura mesmo, ainda mais se tiver um saca-rolhas ruim.
    Aproveitando o tema, você já abriu um espumante com um sabre? É muito legal!!!
    Um abraço

    Daniel

  14. 14

    posso colocar um papel preto cobrindo o vinho do refrigerador ?
    já q no lugar onde ele esta tem mt luz constante

  15. 15

    Rafael
    Você pode colocar sim, mas vale lembrar que a geladeira não é o lugar mais recomendado para guardar os vinhos (pelo menos não por muito tempo). A geladeira tem um ambiente seco e se a garrafa ficar muito tempo lá, a rolha vai ressecar e quebrar na hora de abrir.
    Vale lembrar também que se o vinho for tinto, você deve tirar com uma boa antecedência (algo como 1:30h antes do consumo), pra poder ter seu vinho na temperatura ideal.
    Abraços
    Daniel

  16. 16

    Bom, a minha dúvida é:
    Para abrir vinhos antigos e muito caro, em que a rolha já está muito delicada, vinhos com 20, 30 anos por exemplo?
    tenho aberto vários vinhos desse tipo, porém, muitas vezes a rolha esfarela. Com o abridor do tipo sommelier, nem tentar, a espiral é muito pequena, não alcança a rolha em sua totalidade, ou seja, a parte que ficou fora da espiral quebra.
    Aguardo opinião. Forte abraço Daniel.
    Arruda.

  17. 17

    Arruda, para esses vinhos o recomendado é o abridor do tipo “pinça”. São duas lâminas paralelas que você vai colocando dentro da garrafa em paralelo à rolha e depois puxa ela facilmente.
    Sem dúvida, o saca-rolhas tipo Sommelier não é indicado nesses casos. Mas se você não conseguir um tipo pinça e tiver que abrir com o Sommelier e a rolha esfarelar, você pode tirar os resíduos passando o vinho para um decanter.

    Espero que ajude.
    Abraços
    Daniel

  18. 18

    Olá obrigado pela dica, assim não é preciso ficar se matando tentando abrir com um abridor qualquer.

  19. 19

    Oi Dany

    Hoje fui comprar o abridor “sommelier ” e nao consegui encontrar.

    Por favor, onde posso comprar.

    Grata

  20. 20

    Maria Izabel

    Esse abridor é relativamente fácil de se encontrar. Acho que em qualquer loja de vinhos ou importadora você encontra. Em que cidade você está?

    Abs
    Daniel

  21. 21

    Hummmm… ninguém comentou sobre o modelo que uso e mais gosto.
    Uma imagem é melhor que tentar descrevê-lo: http://goo.gl/txcpd
    Barato, simples, fácil,…
    As vezes, preciso tomar cuidado com o tipo “sommelier”… parece que ele tenta sacar na “diagonal” e acaba quebrando a rolha. Mas reconheço que é o mais “charmoso”. 🙂

  22. 22

    Fala Eduardo

    Esse é bom mesmo. Fácil e sem erros. Realmente, dependendo principalmente do tamanho da rolha (se ela for muito grande), ela entorta quando é tirada e pode quebrar. Pra isso, o de dois estágios é o melhor.
    Abraços
    Daniel

  23. 23

    Olá Daniel, prazer…olha achei sensacional as dicas da importancia de um saca rolha, na abertura de um vinho.
    Eu sinceramente não sabia ,que um simples saca rolha interferisse até mesmo, na degustaçao do vinho.

    att

    Jacqueline

  24. 24
  25. 25
  26. 26
  27. 27

    O q vc acha do abridor com alavanca, com dispositivo para fixar no gargalo durante o uso e q vem com suporte?

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>